Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Sporting

Uma estreia a titular no onze do Sporting no Estoril

Pablo Sarabia está, pela primeira vez, no onze inicial de Rúben Amorim, ao qual volta Coates e onde também figura Matheus Reis

Tribuna Expresso

Gualter Fatia/Getty

Partilhar

No regresso do Sporting ao campeonato após a pesada derrota frente ao Ajax, Rúben Amorim operou três alterações no onze inicial para defrontar o Estoril, face à equipa que havia lançado de início contra o conjunto dos Países Baixos.

Assim, Coates, suspenso para a Liga dos Campeões, regressa ao centro da defesa, ocupando a baixa do lesionado Gonçalo Inácio, enquanto Matheus Reis também atua de início na zona recuada, ficando Feddal no banco. Na frente, o espanhol Pablo Sarabia será, pela primeira vez, titular pelo Sporting, ficando Jovane Cabral no banco de suplentes.

Onze do Estoril: Dani Figueira; Carles Soria, Patrick William, Lucas Áfrico, Joãozinho; Gamboa, André Franco, Rosier; Chiquinho, Arthur, Leonardo Ruiz.

Onze do Sporting: Adán; Neto, Coates, Matheus Reis; Pedro Porro, Palhinha, Matheus Nunes, Rúben Vinagre; Sarabia, Nuno Santos, Paulinho

Acompanhe, aqui, o jogo ao minuto na Tribuna Expresso

  • Rúben Amorim: "Temos de seguir o projeto que tínhamos pensado, doa a quem doer. Vamos seguir este caminho"
    Sporting

    Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo contra o Estoril (domingo, dia 19, 20:30h, SporTV1), o treinador do Sporting admitiu que a derrota contra o Ajax "foi uma pancada forte", mas que não "há nada melhor do que um jogo" para dar a volta à situação. E, sobre a hipótese de comprar um central em janeiro, voltou a frisar que "o nosso projeto passa pela formação, por levantar o clube em todos os aspetos e seguir um caminho"

  • O hábito faz o monge. A análise ao que correu mal para o Sporting ser atormentado pelo som da bola nos pés dos jogadores do Ajax
    Sporting

    O Ajax joga, do ponto de vista ofensivo, de uma forma que o Sporting nunca defrontou. Houve, aos soluços, nas competições internas, adversários que foram fazendo aparecer o ponto mais frágil da organização defensiva no modelo de jogo de Rúben Amorim: o espaço nas costas da primeira linha de pressão. E como não é uma regularidade, analisa o treinador Blessing Lumueno, os jogadores do Sporting sentiram muita dificuldade para controlar e contrariar uma equipa que sabe o que fazer quando a bola entra no corredor central

  • Choque milionário com a realidade
    Sporting

    O regresso da Liga dos Campeões a Alvalade foi um pesadelo para o Sporting, que foi goleado (5-1) pelo Ajax numa noite em que tudo correu mal. A equipa de Amorim sofreu dois golos nos primeiros 10 minutos, ainda reduziu por Paulinho, mas uma exibição em cheio de Haller (autor de um póquer), a qualidade de Antony e as fragilidades defensivas e inexperiência do Sporting deitaram tudo a perder