Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Sporting

Rúben Amorim: "O João Mário aqui não teria a influência nem o estatuto que tem no Benfica. Não trocaria nenhum médio por outro"

Na conferência de antevisão do jogo contra o Arouca (sábado, dia 2, 20:30h, SportTV 1), o treinador do Sporting foi questionado sobre o bom momento de João Mário, mas preferiu realçar o "crescimento enorme" de Matheus Nunes. E voltou a frisar que a sua equipa "tem de melhorar" na finalização

Carlos Rodrigues/Getty

Partilhar

Expectativas para o jogo contra o Arouca
"É um jogo num campo complicado, contra uma equipa que está bem preparada. Olhámos muito para a forma de jogar deles, porque não deu para treinar. Conhecemos bem o Arouca e vamos estar preparados. Temos de ganhar o jogo e, principalmente, temos de melhorar. Melhorámos do Famalicão para o Estoril e do Estoril para o Marítimo. Temos de melhorar a finalização e meter mais gente a chegar à área. É isso que vamos tentar fazer"

Ausência de Pedro Gonçalves explica dificuldades na finalização do Sporting
"Não, não explica tudo, porque temos jogadores de qualidade, tivemos oportunidades e não conseguimos marcar. Há fases assim, mas temos de melhorar e ter outra capacidade à frente da baliza. Se fosse como no ano passado em alguns jogos, em que em duas oportunidades tínhamos dois golos, poderíamos encarar as coisas de outra forma. Criamos muito e temos de marcar mais golos, porque nos pode fazer falta, podemos sofrer um golo de bola parada, mas é importante olhar, também para esse lado. Já somos a melhor defesa, como fomos o ano passado. Mesmo sendo uma equipa ofensiva, defendemos bem. É manter esse lado, mas temos de fazer mais golos"

Um jogador experiente como João Mário não faria falta, tendo em conta as exibições que tem feito?
"Não tenho visto as exibições dele, tenho visto o Matheus Nunes, que está na seleção e é um grande ativo do Sporting e teve um crescimento enorme. O João Mário aqui não teria a influência nem o estatuto que tem no Benfica e ele sabia-o. Estou muito contente com os meus jogadores, não trocaria nenhum médio por outro. Toda a gente está bem onde está, cada um foi para o sítio certo e o sítio onde deve estar e, quando assim é, ficamos todos contentes"

Que papel é que Sporting e Amorim tiveram na opção de Matheus pela seleção portuguesa?
"Não tivemos qualquer papel, foi decisão completamente pessoal, para nós seria indiferente. Eu falei com ele porque ele pede-me conselhos e eu lhe dei a minha opinião, mas não lhe disse o que faria, disse para ele pensar o que seria melhor para ele e ele tomou a decisão. O Sporting não teve nada a ver com a decisão e eu também não. Talvez a mãe, como foi notícia, visto que ele é muito ligado à mãe. Foi a decisão deles. Eu estou contente porque sou português e acho que a seleção fica mais forte"

O que falta para Sporting marcar mais?
"Cabe ao treinador ajudá-los. Nós tivemos várias oportunidades em que os jogadores têm de decidir melhor, ou ter um dia melhor. Lembro-me de várias oportunidades na cara do guarda-redes e não conseguimos marcar por uma ou outra razão. As estatísticas demonstram que rematamos à baliza e que chegamos à área deles. Eu acho que temos de meter mais gente na área, porque podemos ainda ter mais remates, mas depois temos de ter outra capacidade de finalização que, às vezes, depende da inspiração dos jogadores. Houve fases em que não criávamos tanto perigo e fazíamos vários golos, não andamos a marcar tanto, mas eu penso sempre que no próximo jogo vamos fazer mais, sabendo que é importante não sofrer, porque um golo, geralmente, fazemos sempre"

Dois golos em 10 jogos e o trabalhar para a equipa chegam para que Paulinho continue a titular?
"Eu não estou sempre a elogiar o Paulinho, estou é sempre a responder às vossas perguntas sobre o Paulinho. Prometo que se vocês não me perguntarem mais sobre o Paulinho, eu não o volto a elogiar. O que eu faço é responder às vossas perguntas. Eu sei que, às vezes, vocês querem ouvir outra coisa. O que eu penso é que o Paulinho melhorou muito a equipa. Que o Paulinho tem de melhorar a finalização? Ele é o primeiro a saber isso. Eu também já o disse muitas vezes, porque sou muito honesto na minha apreciação com os jogadores. O Paulinho faz aquilo que eu lhe peço, só não faz o que lhe daria mais valor junto dos adeptos e da imprensa. O Paulinho é muito importante, mas tem de melhorar na finalização. Há períodos em que os avançados marcam menos golos, poderão dizer que já é um período longo, mas eu já vi avançados noutras equipas não fazerem golos durante um ano e depois começam a explodir"

Estado físico de Feddal
"O Feddal não tem sido gerido fisicamente. O ano passado nós vivíamos de transições, defendíamos num bloco muito mais baixo. Neste momento, passamos o jogo muito mais subidos e nós vamos jogando com as características dos jogadores. Temos o Matheus ou o Inácio que são jogadores mais rápidos, não sendo tão fortes defensivamente nem pelo ar (sendo o Inácio bastante forte pelo ar). É uma evolução desta equipa e nós temos de melhorar nestes aspetos. Se jogamos mais subidos, temos de ter jogadores de acordo com essas características. Quando o jogo pede uma coisa diferente, como foi com o Dortmund, é isso que temos feito, e o Feddal fez um grande jogo, muito mais parecido com o ano passado. Hoje estavam todos muito bem fisicamente. Eles já sabem quem vai jogar, há uns que já estão chateados porque não vão jogar"

Estado físico de Pedro Gonçalves e Inácio
"O Pedro Gonçalves está a melhorar. Penso que pode voltar em breve. Em relação ao Inácio, ele nunca teve lesões, teve uma entorse. Está a demorar um bocadinho mais de tempo porque tem algumas dores. Ainda não sabe que os jogadores profissionais jogam com muitas dores e estamos a fazer esse trabalho com ele. Eu vejo os dois com bons sinais, o Pote até mais rápido do que o Inácio"

Jogo contra Belenenses será especial?
"Sim, é um clube onde estive vários anos. Sei da história do clube, teve uns problemas com a SAD e deu-se a separação. É um histórico do nosso país, não sei se os meus adjuntos sabem que já foi campeão nacional, tem várias taças. É um histórico que está a voltar, está a fazer o seu percurso. Temos de encarar esse desafio da melhor forma, porque já não há equipas fracas, os treinadores estão muito bem preparados. Vai ser um bom jogo, dos velhos tempos, mas queremos, claramente, ganhar"

  • Sporting inicia venda de Gamebox na segunda-feira
    Sporting

    Na sua página oficial, o clube explica que a comercialização da Gamebox, que não se verificou na época passada devido à pandemia de covid-19, surge “em virtude das novas medidas de desconfinamento, que possibilitam a lotação a 100% dos recintos desportivos”, anunciadas na quinta-feira

  • Sócios chumbam orçamento de 2021/22 e Varandas atira: "Esta é a noite ideal para fazerem uma séria reflexão do que querem do clube"
    Sporting

    Depois de ver reprovados em Assembleia Geral não só o orçamento desta época como as contas das duas últimas, o presidente do Sporting disse que existe “um grupo de 400 pessoas” que “continua a bloquear a gestão do clube”, com argumentos baseados no “insulto e ameaça”, sugerindo que a massa associativa reflita sobre “a participação que quer ter”

  • Dividir sem reinar
    Sporting

    O Sporting voltou a perder (1-0) na Liga dos Campeões, mas a derrota frente ao Borussia Dortmund foi bem diferente da goleada sofrida contra o Ajax: a equipa de Amorim discutiu a partida, deixando para trás o nervosismo e os erros da primeira jornada, mas faltou-lhe qualidade ofensiva para conseguir trazer pontos da Alemanha, território onde continua sem conseguir vencer