Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Sporting

Rúben Amorim deixa uma garantia sobre o seu futuro no Sporting: “O treinador quer ficar muito tempo e vai ficar muito tempo”

Na antevisão à 4.ª eliminatória da Taça de Portugal, frente ao Varzim (quinta-feira, 20h15, Sport TV1), o técnico manifestou a vontade de permanecer durante um período duradouro à frente do Sporting, ainda que saiba que, "se não ganhar jogos", pode "ter o lugar em risco", tal como "todos os treinadores". E Amorim, que não contará com Coates, Inácio e Ugarte, assegura "não ter qualquer dica a dar" a Fernando Santos e "acreditar muito" na presença de Portugal no Mundial

Tribuna Expresso

Carlos Rodrigues/Getty

Partilhar

Como foi esta paragem antes de nova série de muitos jogos?

“Foram duas semanas boas, tivemos alguns jogadores nas seleções e trabalhámos com outros que precisavam de trabalhar. Relembrámos algumas coisas que não temos tido muito tempo para treinar. Agora só temos de estar preparados para este primeiro jogo, esse é o foco. Vamos jogar contra uma equipa que eliminou um conjunto da I Liga, o Marítimo, que nos eliminou o ano passado. Temos de estar a 100%. Utilizámos este tempo para preparar uma equipa, fizemos um bom treino com o Estoril, utilizando esse jogo para preparar a estratégia para o Varzim. Vamos motivados e preparados".

Análise ao Varzim

“Esperamos um Varzim sem qualquer tipo de responsabilidade e muito motivado. Conhecemos bem a equipa, preparámos bem esta eliminatória. É uma equipa que não tido muitas vitórias no campeonato, mas tem tido empates em campos difíceis, é uma equipa difícil de bater, que acredita até ao fim. É um jogo, tudo pode acontecer. Temos de manter a nossa matriz, levar o jogo muito a sério, sabendo que este resultado terá uma influência muito grande na próxima série. Temos de começar bem, como começámos a outra série contra o Belenenses".

Derrota da seleção contra a Sérvia

“É olhar para a atual campeão da Europa, que tinha de vencer a Irlanda do Norte e não venceu. Os jogos são todos difíceis, nós vamos melhorar e estar no Mundial. Acredito muito nisso. Eu sou um rapaz novo, mas ainda sou do tempo em que íamos sempre ao play-off, mesmo como jogador. Estamos habituados a isso. Vamos superar. Se ainda há a hipótese de ir ao Mundial, é olhar dessa forma e não estar a pensar noutras coisas. Já passou, é preparar o play-off e tenho a certeza que iremos ao Mundial".

Fernando Santos disse que Portugal tinha dificuldades em jogar contra equipas com três centrais. Está disposto a dar lições?

“Não, o mister Fernando Santos é que me pode dar lições a mim, porque tem muito mais experiência que eu. A única lição que eu tiro disto é que isto acontece a qualquer treinador, aquilo porque o mister Fernando Santos está a passar, mesmo tendo vencido no passado, acontece a qualquer treinador. Portanto, eu tenho de estar muito concentrado no meu trabalho, porque independentemente do passado, do que se ganha ou do que se faz, o que conta é o dia de amanhã. O que o mister Fernando Santos está a passar nestes dias é normal, faz parte da nossa vida e acontece a todos. Eu não tenho qualquer dica a dar, o mister não precisa e acredito muito que vamos estar no Mundial".

Treinador do Varzim disse que Sporting é a equipa que melhor futebol pratica em Portugal

“Fico muito agradecido, é mérito dos jogadores. Queremos dar uma boa resposta. O ambiente que se está a viver em Alvalade depende muito dos resultados e da forma como encaramos os jogos. Se formos jogar com o Varzim e deixarmos correr o jogo, podemos ser eliminados e, principalmente, perder esta ligação com os adeptos. Queremos ganhar, jogar bem e manter os adeptos bem vivos, porque vamos precisar deles brevemente".

Como viu Palhinha e Matheus Nunes depois da derrota da seleção

“Vieram normais. O Matheus com menos jogo, o Palhinha com mais jogo, mas estão os dois aptos para o encontro. Sabendo que eles não perderam nada na seleção. Claro que não garantiram o apuramento já, mas nada está perdido. Estão-se a preparar para os jogos do Sporting e, depois, para ganhar uma vaga no play-off e, em seguida, ganhar uma vaga no Mundial. São os dois opção, podem jogar os dois, pode jogar um, vamos ver".

Disponibilidade de Coates

“Está fora deste jogo. Vamos ver no próximo jogo, já aconteceu isto várias vezes com ele, já vimos aquele joelho em pior estado e ele conseguiu jogar. Acredito que, quando começar a aproximar-se de um jogo em que ele realmente possa jogar, ele fará sempre o esforço".

Análise ao calendário

“Acho que já temos competições suficientes, estas pausas são boas para alguns desligarem, relembrarem certas coisas e termos espaço para trabalhar. Temos perdido muitos jogadores para as seleções jovens, o que é um bom sinal. Por exemplo, o [Gonçalo] Esteves está convocado, mas chegou ontem, esteve nos sub-18. Por aí, acho que poderia haver uma maior ligação, mas também por culpa nossa, que podemos fazer uma ligação melhor com a Federação.

Há jogadores muito novos aqui que podem ter oportunidades nestas fases em que perdemos jogadores e, nesse aspeto, a única coisa que eu diria das paragens é que há certos jogadores que vão a seleções mais jovens e poderiam estar integrados na nossa equipa. E acho que aí parte também de nós falarmos com os selecionadores e com a Federação para tentar ajustar aqui ou ali, mostrando depois que utilizamos os jogadores quando eles ficam cá. É a única coisa que acho que se pode melhorar nestas paragens".

Pretende ficar muitos anos no Sporting?

“O treinador quer ficar muito tempo e vai ficar muito tempo. Terá oportunidade no futuro, se Deus quiser, de voltar a renovar, sabendo que, pegando na lição do mister Fernando Santos, se não ganhar jogos, posso ter o lugar em risco como todos os treinadores. A única diferença é que agora têm de pagar mais para eu sair. Estamos todos felizes aqui".

Dificuldades em preparar equipa depois das seleções

“É difícil receber os jogadores em cima da hora e preparar o jogo, mas eu acredito em todos os jogadores e nós tivemos este tempo para preparar uma equipa que se vai apresentar forte. É usar a parte positiva das coisas. Há outros jogadores que não estão, como o Inácio, o Coates ou o Ugarte, que não está cá e seria importante para ele. Jogarão aqueles que treinaram melhor e estão melhor para este encontro".

Condição física de Neto

“O Neto vai ser opção. Ele fez muita força para jogar este jogo, que é especial para ele. Não poderá jogar de início, por mais que ele queira. Mas se tiver de entrar e ajudar a equipa, vai ter de fazê-lo".