Tribuna Expresso

Perfil

Surf

Alex Botelho “está estável”, mas “com necessidade de ventilação assistida”

O surfista que sofreu um acidente na prova de ondas gigantes na Nazaré continua internado

lusa

Laurent Masurel/WSL

Partilhar

O surfista português Alex Botelho permanece estável, mas com ventilação assistida, no Hospital de Leiria, informou hoje a organização da prova de ondas gigantes Nazaré Challenge, disputada na terça-feira.

“Está estável, permanece na Unidade de Cuidados Intensivos com necessidade de ventilação assistida", lê-se na nota divulgada pela organização.

Alex Botelho sofreu um acidente durante a prova, tendo ficado inconsciente, na Praia do Norte, depois de a mota de água, na qual seguia acompanhado do também português Hugo Vau, ter sido atingida por uma onda que deixou o surfista inconsciente durante cerca de dois minutos, altura em que foi resgatado do mar.

No campeonato, que aproveitou as ondas com cerca de 20 metros, a equipa de segurança e resgate na água, encabeçada pelo brasileiro Edilson Assunção, conhecido pela alcunha de 'Alemão de Maresias', foi distinguida com o prémio "compromisso".

“Vi a cara dele roxa, estava atordoado”: a história do salvamento de Alex Botelho na Nazaré contada por quem o salvou

Sérgio Cosme é piloto de salvamento e foi o primeiro a chegar perto de Alex Botelho, no meio do monstruoso mar da Nazaré. O surfista estava "atordoado e com um olhar muito distante", depois de bater contra um jet-ski. Só à quarta vez é que alguém conseguiu alcançar o português na água. Este é o relato cru de como se lida, à distância e bem de perto, quando algo corre mal e há vidas a depender da vontade de ondas gigantes