Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Surf

Frederico Morais avança para a terceira ronda no Pipe Masters

O português arrancou bem na primeira prova do circuito mundial de surf de 2021, ao terminar em segundo o ‘heat’ inaugural da prova havaiana

Lusa

Quality Sport Images/Getty

Partilhar

O português Frederico Morais qualificou-se esta quarta-feira para a terceira ronda do Billabong Pipe Masters, primeira prova do circuito mundial de surf de 2021, ao terminar em segundo o ‘heat’ inaugural da prova havaiana.

O surfista cascalense, que está de regresso ao circuito principal, conquistou 7,5 pontos (5 e 2,5), no terceiro ‘heat’ da prova, sendo apenas batido pelos 7,63 (6,33 e 1,30) do brasileiro Filipe Toledo, que também avançou na competição.

O australiano Mikey Wright não foi além dos 6,9 pontos (5,67 e 1,23) e foi relegado para a repescagem.

A Liga Mundial de Surf (WSL) cancelou a edição de 2020 do circuito mundial (WCT), devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, e reorganizou a de 2021, iniciando-a com o Billabong Pipe Masters, que, tradicionalmente, encerra a competição.

Depois, o WCT prossegue em Sunset Beach, também no Havai, entre 19 e 28 de janeiro, e nos Estados Unidos, em Santa Cruz, entre 02 e 12 de fevereiro.

A edição de 2021 do WCT prevê outros 10 campeonatos, entre os quais o Meo Pro Peniche, que não tem data definida, num regresso à competição, depois da interrupção devido à pandemia.

Frederico Morais, de 28 anos, voltou a integrar o WCT depois de ter sido relegado em 2018 para o circuito de qualificação, que venceu em 2019, ano em que assegurou também uma vaga para Portugal nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, que foram adiados para 2021.