Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Surf

Teresa Bonvalot venceu nos Açores, agora irá ao Havai para tentar entrar na elite do surf feminino

Aos 21 anos, a surfista de Cascais conquistou o Azores Pro e venceu assim a segunda prova este ano do Qualifying Series Teresa Bonvalot aponta agora atenções para o Havai, onde se realizará a derradeira etapa do Challenger Series, circuito de qualificação que dá acesso ao mundial de elite do surf

Diogo Pombo

Laurent Masurel/WSL

Partilhar

Pela segunda vez em 2020, saiu da água carregada em ombros, com um boné na cabeça e alguém a erguer a prancha atrás dela, cheia de sorrisos na cara. Teresa Bonvalot venceu o Azores Pro no sábado, na ilha de São Miguel.

A surfista, de 21 anos, derrotou na final a francesa Pauline Ado, antiga integrante do Championship Tour feminino, principal circuito do surf mundial ao qual a portuguesa pretende chegar. "Estou super feliz. É perfeito, vencer duas vezes em Portugal. Estava mesmo a divertir-me na final e não sei se alguma vez apanhei tantas ondas numa bateria", disse a tricampeã nacional, referindo-se à vitória, em maio, na etapa da Costa da Caparica.

É agora líder do Qualifying Series, o circuito de qualificação que, recentemente, foi suplantado em importância pelo Challenger Series — que reúne sete provas espalhadas pelo mundo, das quais os e as surfistas devem retirar pontos para tentarem o apuramento para o Championship Tour (CT), a principal divisão do surf mundial.

Nesse circuito, Teresa Bonvalot é a 23.ª classificada do ranking, atrás de Yoland Sequeira, a melhor portuguesa que vai no 20.º lugar. Ambas deverão em breve viajar para o Havai, onde se realizará o Haleiwa Challenger (de 26 de novembro a 7 de dezembro), derradeira etapa que contabiliza pontos que possam dar acesso ao CT. Só as cinco melhores surfistas do circuito se qualificam para a divisão de elite da próxima época.