Tribuna Expresso

Perfil

Ténis

"És um ladrão. Deves-me um pedido de desculpas", disse Serena Williams ao árbitro português

A final feminina do US Open ficou marcada por uma discussão acesa entre Serena Williams e o árbitro português Carlos Ramos. A tenista recebeu uma advertência por ter recebido instruções da bancada e não gostou. Exigiu um pedido de desculpas e avisou que Carlos Ramos que "nunca mais" vai arbitrar uma final.

Partilhar

A japonesa Naomi Osaka conquistou no sábado o primeiro título do Grand Slam, ao vencer a norte-americana e hexacampeã Serena Williams na final do US Open em ténis, último major da temporada.

Aos 20 anos, a número 19 no ranking mundial entrou no Arthur Ashe Stadium nervosa, como admitiu na curta entrevista prévia à final, mas determinada a fazer frente ao seu ídolo Serena Williams, a quem acabou por vencer, em dois sets por 6-2 e 6-4, para conquistar o troféu.

Num encontro polémico, e dominado desde início pela jovem nipónica, as atenções estiveram, contundo, centradas no árbitro português Carlos Ramos e na norte-americana, que recebeu três advertências. A primeira por coaching, seguida de abuso de raqueta (que deu origem a um ponto de penalidade) e ainda abuso de linguagem, que resultou num jogo de penalidade.

Serena Williams, 26.ª do mundo, não foi capaz de aceitar a primeira advertência, por ter recebido indicações do treinador Patrick Mouratoglou, e reagiu, logo após o segundo warning, defendendo não ser batoteira, ao mesmo tempo que acusou o árbitro de estar a roubar-lhe um ponto.

Apesar da controvérsia e breve interrupção do encontro, ainda com a chamada do supervisor ao court, a jogadora nipónica não perdeu a concentração e fechou a vitória sem grandes celebrações, não evitando as lágrimas uma vez nos braços de Serena Williams que, apesar de perturbada, não hesitou em confortar a nova campeã do US Open.

Enquanto Serena Williams disputou a 31.ª final de um major e nona em Flushing Meadows, onde ganhou seis vezes e perdeu três, Naomi Osaka tornou-se na primeira japonesa a marcar presença no derradeiro encontro de um torneio do Grand Slam e primeira a conquistar um major na Era Open (desde 1968).

Com Lusa