Tribuna Expresso

Perfil

Ténis

Não foi o 24.º de Serena, foi mesmo o 2.º de Simona Halep, que cumpriu o sonho da mãe em Wimbledon

Simona Halep é a nova campeã de Wimbledon após uma exibição perfeita frente a Serena Williams: 6-2 e 6-2 em menos de uma hora. A romena conquista assim o seu segundo título em torneios do Grand Slam. Já o 24.º de Serena vai ter de esperar

Lídia Paralta Gomes

Clive Brunskill/Getty

Partilhar

Já lá vão uns anos desde que Simona Halep anda pelos lugares cimeiros do ranking feminino, mas ganhar torneios do Grand Slam tomou muitas lágrimas à romena: perdeu três finais até conseguir finalmente levantar um dos quatro troféus mais importantes do ténis, em Roland Garros, em 2018, onde bateu Sloane Stephens em três sets.

Mas foi este sábado, na final de Wimbledon, que Halep fez o seu jogo perfeito. Frente a Serena Williams, a norte-americana que continua à procura do 24.º título num major que lhe permita igualar Margaret Court, a tenista de 27 anos surpreendeu com um jogo mandão e um resultado que não deixa dúvidas sobre quem sempre dominou um encontro que nem sequer uma hora durou: 6-2 e 6-2.

Simona Halep vence assim na catedral da relva o seu segundo título do Grand Slam, numa superfície que nem sequer é a mais simpática para o seu estilo de jogo agressivo, implacável na linha de fundo. E com isso, como a própria romena admitiu, fica cumprido o sonho da mãe.

"Um dia a minha mãe disse-me que se eu queria ser alguém no ténis tinha de jogar uma final de Wimbledon", revelou já com o troféu na mãe e com a mãe em lágrimas na bancada do All England Lawn Tennis and Croquet Club.

Quanto a Serena Williams, parece estar embruxado o seu regresso às vitórias em torneios de Grand Slam: depois da final perdida também em Wimbledon em 2018, foi derrotada no encontro decisivo do US Open do mesmo ano. O 24.º título está difícil, mas a norte-americana era uma mulher conformada com a lição da adversária. "Quando do outro lado está alguém que joga assim, só podes tirar o chapéu", disse.