Tribuna Expresso

Perfil

Ténis

Federer doa quase um milhão de euros para ajudar no combate ao coronavírus na Suíça

Tenista suíço quer ajudar as famílias mais vulneráveis da Suíça, que também vai sofrendo os efeitos do surto da covid-19

Issei Kato

Partilhar

Campeão na hora da competição, mas também fora dela. Roger Federer usou as redes sociais para anunciar uma doação milionária que irá ajudar as famílias mais vulneráveis da Suíça que, como quase toda a Europa, vai sofrendo com os efeitos devastadores do surto da covid-19.

"Vivemos tempos desafiantes para todos e ninguém deve ser deixado para trás. A Mirka [esposa de Federer] e eu decidimos pessoalmente doar um milhão de francos suíços [cerca de 945 milhões de euros] para as famílias mais vulneráveis do país", escreveu, exultando outros a também contribuirem.

"O nosso contributo é apenas o início, esperamos que outros possam juntar-se a nós para apoiar mais famílias com necessidades. Juntos vamos ultrapassar esta crise, mantenham-se saudáveis", referiu ainda o recordista de títulos em torneios do Grand Slam.

A Suíça tem, neste momento, já mais de 10 mil casos de covid-19, com registo de 145 óbitos.

Roger Federer está neste momento a recuperar de uma operação ao joelho direito, realizada em fevereiro. Tem regresso aos courts marcado para junho, caso a competição arranque até lá.