Tribuna Expresso

Perfil

Ténis

Covid-19. Djokovic testa positivo. É o quarto infetado saído de um torneio organizado por ele

Segundo o jornal “L'Équipe”, o tenista sérvio testou positivo à Covid-19. Grigor Dimitrov, Borna Coric, Viktor Troicki são outros atletas infetados após competirem no Adria Tour, um torneio de exibição organizado por Djokovic

Tribuna Expresso

Jack Thomas

Partilhar

Primeiro Grigor Dimitrov, depois Borna Coric, a seguir Viktor Troicki e agora Novak Djokovic. Num espaço de dias, quatro tenistas do circuito ATP testaram positivo à covid-19 depois de terem participado num torneio de exibição, o Adria Tour, organizado por Djokovic, o número um do ranking da modalidade.

A informação está a ser avançada pelo jornal francês “L´'Équipe” que recorda, também, os casos positivos de Marko Paniki, preparador físico de Djokovic, e de Kristian Groh, treinador de Dimitrov. Num momento inicial, registe-se, Djokovic recusou fazer um teste por não apresentar quaisquer sintomas; a sucessão de casos forçou-o a emendar a mão.

O Adria Tour, cuja final a ser disputada no domingo foi cancelada após o teste positivo de Dimitrov, gerou polémica por várias razões: primeiro, porque foi permitida a presença de público; segundo, porque não houve qualquer tipo de distanciamento social entre jogadores, staff e adeptos. Foram, aliás, registados vários momentos de abraços, festas e coreografias em discotecas na costa do mar Adriático.

Novak Djokovic, que legitimou a realização do torneio com o número baixo de casos e de mortes no seu país natal, foi amplamente criticado por outros colegas seus, como o australiano Nick Kyrgios e até o escocês Andy Murray, com quem mantém, até, uma relação pessoal próxima. Além de número 1 do ténis, Djokovic é igualmente presidente da associação de tenistas profissionais, uma posição que está a ser posta em causa face aos recentes acontecimentos.