Tribuna Expresso

Perfil

Ténis

O regresso da normalidade ao ténis: Roland Garros vai ter público

O Grand Slam francês vai ter público nas bancadas, mas apenas até 60% da lotação dos campos

Lusa

FRANCK FIFE/Getty

Partilhar

A edição de 2020 de Roland Garros, reprogramada para 27 de setembro a 11 de outubro devido à pandemia covid-19, vai receber de 50 a 60% da sua lotação habitual, anunciou hoje a Federação Francesa de Ténis (FFT).

"O número de espetadores admitidos no estádio será de entre os 50 e os 60% da capacidade habitual", indicou a FFT, assinalando que essa redução vai possibilitar que se respeitem as medidas de segurança sanitárias para evitar a propagação do novo coronavírus.

Os bilhetes, que serão colocados à venda em 16 de julho para o público em geral, vão permitir que 20.000 pessoas se desloquem a Roland Garros para assistir as primeiras rondas. O número de espetadores será limitado aos 10.000 para as finais.