Tribuna Expresso

Perfil

Ténis

Roland Garros terá 5 mil pessoas por dia nos dois courts principais

Ao contrário do US Open, Roland Garros, que arranca dia 27 deste mês, conta receber público. Plano prevê a divisão do complexo em três zonas e tenistas alojados em dois hotéis escolhidos pela organização

Lusa

CHRISTOPHE SIMON

Partilhar

O torneio de ténis de Roland Garros, que decorrerá entre 27 de setembro e 11 de outubro, vai ser a primeira competição a ter público, após a paragem das competições devido à pandemia de covid-19, anunciou a organização esta segunda-feira.

“Desde de que o circuito internacional foi retomado, Roland Garros será o primeiro torneio com o privilégio de receber público”, disse Bernard Giudicelli, presidente da Federação Francesa de Ténis (FFT).

Tendo em conta as regras impostas pelo governo francês, que limitam a concentração de pessoas a 5.000 na região de Paris, a FFT reduziu as suas pretensões de receber 50% a 60% da capacidade dos recintos, o equivalente a 20.000 espetadores.

Assim, o complexo de Roland Garros será divido em três zonas, com base nos ‘courts’ principais, com os espaços Philippe Chatrier e Suzannne Lenglen a receberem 5.000 pessoas cada, e o ‘court’ Mathieu 1.500, por dia.

O diretor do torneio, Guy Forget, explicou que os jogadores serão testados quando chegarem à capital francesa e farão um segundo teste 72 horas depois, sendo todos obrigados a ficarem alojados em dois hotéis determinados pela organização.