Tribuna Expresso

Perfil

Ténis

Uma lesão, uma arena esvaziada a meio do jogo e cinco sets: Djokovic tremeu no Open da Austrália, mas não caiu

Foi em notórias dificuldades físicas que Novak Djokovic conseguiu o apuramento para os oitavos de final do Open da Austrália, ao bater o norte-americano Taylor Fritz por 7-6(1) 6-4 3-6 4-6 e 6-2, num encontro marcado por uma situação insólita: devido ao novo confinamento geral imposto para Melbourne, os adeptos foram obrigados a sair da Rod Laver Arena às 23h30, quando ainda se jogava o 4.º set

Lídia Paralta Gomes

WILLIAM WEST/Getty

Partilhar

Não é normal ver-se Novak Djokovic a festejar uma vitória numa 3.ª ronda de um torneio do Grand Slam como se de facto tivesse vencido o torneio, mas há jogos especiais. Frente a Taylor Fritz, o campeão em título e 1.º cabeça de série teve de fazer das tripas coração para dar a volta por cima num encontro a cinco sets e em que houve um pouco de tudo, até pessoas a sair a meio devido às novas regras de confinamento em Melbourne, onde se disputa o Open da Austrália.

Mas antes disso houve uma lesão. Ainda na primeira fase do encontro, uma escorregadela deixou Novak Djokovic muito queixoso, com problemas na anca direita, que dificultaram não só a movimentação como as próprias pancadas do sérvio. Ainda assim, Djokovic levou a melhor nos dois primeiros parciais, por 7-6(1) e 6-4.

Mas face aos problemas físicos do sérvio, Taylor Fritz respondeu com vitórias nos dois sets seguintes, por 6-3 e 6-4. Ainda antes do norte-americano fechar o 4.º set, deu-se o momento insólito do dia, com a Rod Laver Arena a ser esvaziada de adeptos, depois do estado de Victoria decretar novo confinamento geral, devido ao aparecimento de 20 casos de covid-19 nos últimos dias. O torneio não pára, mas os adeptos, que nos primeiros dias do Open da Austrália puderam ocupar parte das bancadas, foram “convidados” a sair às 23h30 locais, para poderem cumprir o recolher, marcado para a meia-noite em Melbourne.

Adeptos foram evacuados da Rod Laver Arena às 23h30 locais, em pleno jogo

Adeptos foram evacuados da Rod Laver Arena às 23h30 locais, em pleno jogo

Darrian Traynor/Getty

A paragem (e o efeito dos analgésicos) terá dado novo fôlego a Djokovic, que no 5.º set, mesmo sem estar a 100% e com notórias dificuldades a chegar a bolas mais puxadas, subiu o nível e aproveitou os erros de Fritz para quebrar o serviço ao norte-americano por duas vezes, terminando com um inequívoco 6-2 para carimbar a passagem aos oitavos de final do primeiro torneio do Grand Slam do ano.

No final, Djokovic admitiu em entrevista à Eurosport que passou pela sua cabeça desistir do encontro. “Não me conseguia mexer, só conseguia servir”, frisou, deixando no ar a possibilidade de não estar apto para o encontro da 4.ª ronda com Milos Raonic, 14.º pré-designado. Tudo irá depender da evolução da lesão na anca nos próximos dois dias.