Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Ténis

João Sousa e cinco tenistas do top 20 mundial no regresso do Estoril Open

Depois de ter sido cancelado em 2020, o torneio português está de volta, de 24 de abril a 2 de maio, mas não terá público presente

tribuna expresso e lusa

TIAGO PETINGA

Partilhar

O tenista português João Sousa recebeu hoje o primeiro ‘wild card’ atribuído pelo Estoril Open, que vai decorrer entre 24 de abril e 2 de maio, no Clube de Ténis do Estoril, onde conquistou o título em 2018.

O vimaranense, que festeja hoje o 32.º aniversário, ocupa o 103.º lugar no ‘ranking’ mundial e não conseguiu aceder diretamente ao quadro principal do único ATP 250 português, tendo por isso sido presenteado com o convite para jogar o torneio, que este ano será disputado sem público, devido às restrições impostas na sequência da pandemia da covid-19.

João Sousa ostenta no seu palmarés três títulos do ATP, alcançados em Kuala Lumpur em 2013, Valência 2015 e no Estoril Open em 2018, e detém a melhor classificação de sempre de um português no ‘ranking’ mundial, desde que atingiu o 28.º lugar em 16 de maio de 2016.

Depois de ter terminado, em outubro de 2019, precocemente a temporada com uma fratura de esforço no pé esquerdo e da pandemia da covid-19 ter encurtado a época de 2020, ano em que contraiu uma tendinite no antebraço direito, em outubro no torneio de Antuérpia, João Sousa tem vindo a registar uma tendência descendente na hierarquia mundial, tendo saído dos 100 primeiros, pela primeira vez, ao fim de quase oito anos.

Mas esta temporada, após conquistar o primeiro triunfo frente ao alemão Misha Zverev na fase de qualificação do ATP 250 de Acapulco, ganhou na primeira ronda do Masters 1.000 de Miami, colocando assim um ponto final no jejum de vitórias em quadros principais de torneios ATP, que durava desde o Masters 1.000 de Xangai, em outubro de 2019.

“Estamos com um quadro muito forte e o João, devido a ter estado lesionado no ano passado, perdeu alguns lugares no ‘ranking’ e não conseguiu entrar diretamente. Mas ele merece este ‘wild card’, por todas as razões e mais algumas, por ser o melhor português de todos os tempos, ter ganho o torneio e todo o currículo que tem. Merece e queremos muito contar com a presença do João Sousa no nosso torneio como sempre” assumiu João Zilhão, diretor do torneio português do ATP Tour.

Cinco jogadores do top 20

O Estoril Open vai contar com a participação do argentino Diego Schwartzman, número nove mundial, que em outubro de 2020 atingiu o oitavo lugar do ‘ranking’ ATP, e assinalará a sua estreia na terra batida do Estoril.

Diego Schwartzman, de 28 anos, está apurado para os oitavos de final do Masters 1.000 de Miami, pela primeira vez em seis participações, depois de já ter conquistado esta temporada o seu quarto título, em 11 finais disputadas na carreira, no ATP 250 de Buenos Aires. O troféu mais importante foi, contudo, ganho no ATP 500 Rio Open, em 2018.

Treinado por Juan Ignacio Chela, campeão do Estoril Open no Jamor, em 2004, Diego Schartzman, que em 2020 só foi eliminado nas meias-finais de Roland Garros pelo espanhol Rafael Nadal, será assim o sexto jogador argentino a tentar a sua sorte no pó de tijolo do único evento português ATP, que tem como antigos campeões David Nalbandian (2002 e 2006), Juan Ignacio Chela (2004), Gaston Gáudio (2005), Juan Martin Del Potro (2011 e 2012) e Carlos Berlocq (2014).

“Estamos muito contentes por receber o Schwartzman pela primeira vez. É um extraordinário jogador, que no ano passado conseguiu aliás chegar às meias-finais de Roland Garros, só perdendo para Nadal. Todas as pessoas gostam de o ver jogar, pelo seu ténis espetacular, e é um dos tenistas mais baixos do circuito e que prova que os homens não se medem aos palmos”, descreveu João Zilhão, diretor do Estoril Open, em declarações à agência Lusa.

Além de Schwartzman, o Estoril Open vai colocar em ação mais quatro jogadores do ‘top 20’ da hierarquia mundial, o francês Gael Monfils, 14.º colocado no ‘ranking’ ATP, o espanhol e campeão no CT do Estoril em 2017, Pablo Carreño Busta (15.º ATP), o italiano Fabio Fognini (17.º ATP), o chileno Cristian Garin (20.º ATP).

Dos 80 primeiros, vão estar ainda no CT do Estoril os franceses Ugo Humbert (30.º), Benoit Paire (33.º), Jeremy Chardy (49.º) e Richard Gasquet (50.º e campeão em 2015), o sérvio Filip Krajinovic (35.º), o cazaque Alexander Bublik (44.º), os espanhóis Albert Ramos Vinolas (47.º), Alejandro Davidovich Fokina (55.º), Pablo Andujar (61.º) e Fernando Verdasco (72.º), o sul-africano Lloyd Harris (52.º), o britânico Cameron Norrie (56.º), o norte-americano Frances Tiafoe (58.º) e o australiano Jordan Thompson (60.º).

“Teremos cinco jogadores do ‘top 20’, é um recorde para o Estoril Open, e mostra que o quadro está extremamente forte. Teremos também três campeões, o Gasquet, o Carreno Busta e o João Sousa, que nos deixam muito felizes, assim como o regresso do Monfils e Fognini é muito especial. São dois dos jogadores mais carismáticos do circuito e que são obviamente excelentes para as audiências televisivas, sobretudo num ano em que o evento será puramente televisivo e digital”, acrescentou o diretor da prova.

Lista preliminar de inscritos

Com acesso direto Ranking Idade
1. Diego Schwartzman (ARG) 9.º 28
2. Gael Monfils (FRA) 14.º 34
3. Pablo Carreño-Busta (ESP) 15.º 29
4. Fabio Fognini (ITA) 17.º 33
5. Cristian Garin (ARG) 20.º 24
6. Ugo Humbert (FRA) 30.º 22
7. Benoit Paire (FRA) 33.º 31
8. Filip Krajinovic (SER) 35.º 29
9. Alexander Bublik (CAZ) 44.º 23
10. Albert Ramos-Vinolas (ESP) 47.º 33
11. Jérémy Chardy (FRA) 49.º 34
12. Richard Gasquet (FRA) 50.º 34
13. Lloyd Harris (RAS) 52.º 24
14. Alejandro Davidovich Fokina (ESP) 55.º 21
15. Cameron Norrie (GBR) 56.º 25
16. Frances Tiafoe (EUA) 58.º 23
17. Jordan Thompson (AUS) 60.º 26
18. Pablo Andujar (ESP) 61.º 35
19. Fernando Verdasco (ESP) 72.º 37

Substitutos
20. Pablo Cuevas (URU) 73.º 35
21. Pierre-Hugues Herbert (FRA) 74.º 30
22. Corentin Moutet (FRA) 75.º 21
23. Soonwoo Kwon (COR) 79.º 23
24. Federico Delbonis (ARG) 80.º 30
25. Lucas Pouille (FRA) 81.º 27
26. Federico Coria (ARG) 84.º 29
27. Salvatore Caruso (ITA) 85.º 28
28. Kevin Anderson (AFS) 91.º 34
29. Juan Ignacio Londero (ARG) 92.º 28
30. Pedro Martinez (ESP) 93.º 23
31. Roberto Carballes Baena (ESP) 96.º 27
32. Jaume Munar (ESP) 99.º 23
33. João Sousa (POR) 103.º 31 *WILDCARD

Nota: De acordo com a organização do Estoril Open, aos 19 tenistas com entrada direta juntar-se-ão dois Special Exempt (ou dois substitutos, caso não haja jogadores nessa situação), quatro qualifiers e três wild cards. A lista fecha definitivamente às 18h de quarta-feira, dia 31 de março.