Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Ténis

Djokovic cada vez mais primeiro no ranking ATP na ressaca de Roland Garros. Tsitsipas no Top-4

Além de ter conquistado o 19.º major, tornando-se ainda no único jogador na ‘era Open’ a vencer, pelo menos duas vezes, os quatro torneios do Grand Slam, Djokovic, de 34 anos, cimentou o estatuto de número um mundial, em vésperas de arrancar Wimbledon

Lusa

John Berry

Partilhar

O tenista sérvio Novak Djokovic consolidou esta segunda-feira a liderança da hierarquia ATP, após a conquista de Roland Garros, numa final disputada com o grego Stefanos Tsitsipas, que subiu ao quarto lugar, o melhor ranking da carreira.

Depois de ver o russo e número dois mundial Daniil Medvedev, o único que podia ameaçar o seu domínio na tabela ATP, ficar pelos quartos de final, o tenista de Belgrado bateu nas meias-finais o espanhol Rafael Nadal, 13 vezes campeão na terra batida parisiense, e superou no derradeiro teste Tsitsipas para se tornar bicampeão do segundo major da temporada.

Além de ter conquistado o 19.º major, tornando-se ainda no único jogador na ‘era Open’ a vencer, pelo menos duas vezes, os quatro torneios do Grand Slam, Djokovic, de 34 anos, cimentou o estatuto de número um mundial, em vésperas de arrancar Wimbledon.

Já o jovem helénico, de 22 anos, que disputou a primeira final de um torneio do Grand Slam no pó de tijolo francês, apesar da derrota em cinco partidas - após ter alcançado uma vantagem de dois sets a zero -, ascendeu ao quarto lugar do ranking mundial, empurrando o austríaco Dominic Thiem para o quinto lugar.

No Top-10 houve mais uma alteração, com o regresso do espanhol Roberto Bautista-Agut ao 10.º posto, por troca com o argentino Diego Schwartzman, que desceu à 11.ª posição.

Entre os jogadores portugueses, Pedro Sousa mantém-se como número um nacional, ao figurar no 108.º lugar na hierarquia mundial, tendo subido quatro lugares, ao passo que João Sousa ascendeu cinco posições e ocupa esta semana o 109.º posto.

Frederico Silva desceu à 173.ª posição e João Domingues caiu 14 lugares, figurando no 241.º posto, nove degraus à frente de Gastão Elias (250.º ATP). Nuno Borges é 268.º colocado, atingindo a sua melhor classificação no ‘ranking’ mundial.

Apesar de o major francês ter terminado no final do fim de semana, após a coroação da campeã checa Barbora Krejcikova, que atingiu hoje a sua melhor classificação de sempre, ao ocupar a 18.ª posição, o Top-10 da hierarquia WTA não sofreu qualquer alteração.

A australiana Ashleigh Barty, derrotada na segunda ronda em Paris, mantém-se no comando da classificação, seguida da japonesa Naomi Osaka, que desistiu de Roland Garros após vencer o primeiro encontro, e da romena Simona Halep, que este ano não marcou presença no torneio, devido a lesão.