Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Ténis

Roger Federer será novamente operado e estará fora "muitos meses". Mas suíço ainda quer voltar a jogar

Poucos dias depois de completar 40 anos, tenista helvético anuncia que fará nova cirurgia ao joelho, a terceira em ano e meio. Mas Federer diz que ainda não é o fim: ficará de fora vários meses, mas mantém a esperança de voltar ao circuito "numa qualquer forma"

Tribuna Expresso

LAURENCE GRIFFITHS/Getty

Partilhar

Roger Federer vai submeter-se a nova cirurgia ao joelho direito que já o levou à sala de operações por duas vezes no último ano e meio. Num vídeo publicado no Instagram, o suíço anunciou que voltou a magoar-se "durante a época da relva" e que depois de falar com os seus médicos optou por voltar a operar o joelho.

"Eles disseram-me que para me sentir melhor tinha de ser operado e decidi fazê-lo", diz o helvético, que poucos dias depois de completar 40 anos tem novo problema físico para superar. Federer diz que se vão seguir "muitas semanas de muletas" e "muitas meses de paragem". Mas sublinha que o objetivo é dar-se uma oportunidade de "voltar ao circuito numa qualquer forma física".

Apesar de não dar uma data concreta, parece improvável que o suíço volte a jogar em 2021 e a meta será conseguir um regresso em 2022 num nível que ainda lhe permita competir.