Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Ténis

João Sousa recupera estatuto de melhor tenista português do ranking ATP

Após ser finalista vencido do Challenger de Helsínquia, o vimaranense fecha o ano na 137.ª posição da hierarquia mundial, à frente de Pedro Sousa (146.º)

Lusa e Tribuna Expresso

Matthew Stockman

Partilhar

João Sousa é, novamente, o tenista português mais bem posicionado no ranking ATP. O vimaranense subiu ao 137.º lugar da hierarquia mundial na última atualização realizada, surgindo à frente de Pedro Sousa, o anterior número um nacional, que está na 146.ª posição.

Esta ascensão de João Sousa, que anteriormente era 147.º do mundo, surge depois de ter sido vice-campeão no Challenger de Helsínquia. No torneio que marcou o fecho da sua temporada, o português perdeu na final contra o eslovaco Alex Molcan por 6-3 e 6-2.

Nas meias-finais do torneio na Finlândia, Sousa bateu o suíço Henri Laaksonen, 97º do ranking, numa de duas vitórias contra jogadores do top 100 que registou em 2021.

João Sousa, que em março abandonou os 100 primeiros lugares do ranking pela primeira vez desde 2013, tem lutado nos últimos meses para reencontrar a sua melhor forma. Recentemente, o português tem jogado em torneios da categoria Challenger, um segundo escalão do ténis. Nessa divisão, Sousa conseguiu, além do segundo lugar em Helsínquia, ser finalista vencido em Brest e atingir as meias-finais em Alicante, ambos os resultados em outubro.

A hierarquia do ATP tour continua a ser liderada pelo sérvio Novak Djokovic, logo seguido do russo Daniil Medvedev e do alemão Alexander Zverev, que se sagrou campeão das ATP Finals.

Numa semana em que o top 10 só regista a subida do italiano Jannik Sinner ao 10.º lugar por troca com o canadiano Felix Auger-Aliassime, Frederico Silva ocupa o 209.º lugar e Gastão Elias a 223.ª posição, ao passo que João Domingues caiu para o 245.º posto.

Nuno Borges mantém-se como 262.º classificado e Gonçalo Oliveira trepou dois degraus na hierarquia mundial, surgindo na 288.ª posição.