Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

Vlachodimos: E que tal uma barreira? Rúben: Porque te ris da expulsão do Conti? Fejsa: Não queres ser presidente? (Um Azar do Kralj)

São estas as perguntas que Vasco Mendonça deixa no ar depois de um jogo chuvoso em que as coisas não correram bem a muita gente

Vasco Mendonça, Um Azar do Kralj

MIGUEL RIOPA

Partilhar

Vlachodimos

Se quisermos ser absolutamente rigorosos, devemos dizer que Vlachodimos evitou a derrota. Por outro lado, se quisermos ser adeptos de futebol quanto à sua exibição, PORQUE É QUE NÃO PEDISTE AOS TEUS COLEGAS PARA FORMAR BARREIRA? É ASSIM TÃO DIFÍCIL? CHISGA-SE. NÃO CHEGA TERMOS DE LEVAR COM O RUI VITÓRIA? QUERES TORNAR ISTO AINDA MAIS COMPLICADO?

André Almeida

Foi elevado a capitão aos 15 minutos de jogo, a compensação possível para um homem que se viu privado do prémio Puskas pelas instâncias corruptas do futebol mundial. Justo.

Rúben Dias

Ainda deve ter dores de barriga de tanto rir com a expulsão de ontem. No mundo em que Rúben Dias vive, aquela entrada mais agressiva é o equivalente a um cafuné nas pernas. O nosso melhor arruaceiro nos últimos anos passou calmamente por este jogo, assistindo Rafa para o segundo golo e sobrevivendo mais ou menos incólume e sem responsabilidade criminal nas duas tragédias por ele vividas, nomeadamente o empate e jogar 75 minutos ao lado de Conti.

Jardel

Bonita homenagem a Luisão ao ser comido de cebolada na primeira grande oportunidade do Chaves. Percebeu o que aí vinha e lesionou-se pouco depois, ele agarrado à perna e Rui Vitória com as mãos na cabeça e aquele ar de quem raramente sabe o que fazer.

Grimaldo

Não cheguei a perceber se a lesão de Grimaldo há poucos dias foi nas pernas ou no cérebro. Seja como for, ainda não parece estar a 100%. Ele que faça mais trabalho de ginásio ou uns sudokus para ver se atina.

Fejsa

Parece-me a única alternativa credível a Luís Filipe Vieira.

Pizzi

É como se pedissem a Gustavo Dudamel para afinar a orquestra em hora de ponta na segunda circular. Acossado, sem tempo e espaço para pensar, acabou por ser personagem secundária de um jogo que pedia menos Eustáquio e mais Pizzi.

Gabriel

O seu pé esquerdo anda a pedir um golinho desde que chegou a Lisboa, mas ainda não foi ontem. Dá novos mundos ao nosso jogo ofensivo, especialmente no passe mais longo, mas falta-lhe aquele afro estiloso do Gedson. Já fez reserva no Carapinha Chic.

Cervi

Belíssima assistência para o primeiro golo e pouco mais.

Rafa

Nos últimos anos Rafa foi aquele talento intermitente a quem os benfiquistas iam dando oportunidades, mas à terceira época o cenário inverteu-se. Ontem tivemos Rafa a mais para tão pouca equipa. Ele que nos retribua o favor e continue a aturar este Benfica.

Seferovic

Duas intervenções suas criaram o espaço necessário para os dois golos de Rafa. Seferovic é muito melhor a dar a marcar do que a marcar, o que por vezes dá tanto jeito como ter um cantor lírico a estagiar num escritório de contabilidade.

Conti

A primeira vez que tocou na bola foi com a mão. Notável. Nem Samaris é capaz desse feito. Pareceu acalmar e acabou por ser mal expulso, portanto dou-lhe um desconto.

Jonas

Se isto continua assim, é menino para seguir as pegadas do Luisão.