Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

Socorro, são quase onze da noite e estou em Coimbra a jogar contra o Sertanense (o que Um Azar do Kralj viu num benfiquista)

O Benfica venceu o Sertanense, por 3-0, mas Um Azar do Kralj crê que o resultado foi outro: "5-0, a saber, 5 atletas da formação em campo, todos eles convocados por um treinador de quem eu não gosto especialmente, mas que teve o mérito de nos fazer voltar a imaginar um Benfica a falar maioritariamente a mesma língua que nós. É por isso que devemos agradecer-lhe do fundo do coração quando finalmente aceitar aquela proposta de um clube chinês"

Vasco Mendonça, Um Azar do Kralj

NurPhoto

Partilhar

Mile Svilar

A demora a repor a bola em jogo deve-se mais às saudades do esférico do que a uma estratégia defensiva. Acabaria por fazer uma defesa para o Instagram aos 61', mas tirando isso as suas intervenções assemelharam-se à de um apanha-bolas. Mesmo sabendo que não tem grande influência no desfecho do jogo, o miúdo Svilar parece feliz por fazer parte daquilo.

Sébastien Corchia

Exibição sóbria na estreia em jogos oficiais. Jogador de processos simples e pragmatismo quanto baste. Se não se lesionar, tem tudo para ser o suplente de André Almeida.

Rúben Dias

Há jogadores neste plantel que não conseguiriam levar um amarelo frente ao Sertanense se passassem um jogo inteiro a tentar. A Ruben Dias quase basta respirar.

Yuri Ribeiro

As poucas exibições de Yuri Ribeiro esta época têm dado a sensação de que talvez fosse mais útil ao Sertanense, mas Yuri Ribeiro não me deixou acabar esta frase sem antes subir de rendimento e combinar com Jonas para um golo de belo efeito. Continuaria a ser útil ao Sertanense, mas se jogasse sempre como na segunda parte talvez possa fazer uma perninha no Benfica.

Andreas Samaris

Há jogadores que, pela sua genialidade, deles se diz que não sabem jogar mal. Mas também há o oposto.

Alfa Semedo

Goleador, médio de contenção, e agora defesa central. Alfa Semedo joga sempre com a convicção de quem já faz isto há algum tempo e a humildade de quem passou uma vida inteira equipado à espera que falte um jogador. Todos os que já jogaram à bola têm ou tiveram um Alfa Semedo nas suas vidas - e sabem que não há melhor reforço.

Gedson Fernandes

O onze que terminou o jogo tinha meia dúzia de adolescentes, todos muitos talentosos, mas só um deles apresenta futebol de quem já tirou a carta de condução e não se importa de passar a noite sem beber. Voltou a marcar e ainda bem. Precisamos de mais gente a marcar golos para compensar a seca californiana que são os nossos avançados.

Gabriel

Segundo a análise do Goalpoint, de 0 a 10 foi um -2.3.

Rafa Silva

A regularidade apresentada esta época - mais um golo pleno de oportunidade esta noite - parece confirmar a plena transição da puberdade para a idade adulta. Rafa cortou o cabelo, deixou de procurar reflexos seus nos placards junto ao relvado, arranjou finalmente um emprego - trucidar defesas adversárias - e trabalha sem merdas para merecer o seu salário no final do mês.

Jonas

Não surpreende que tenha regressado aos golos, muito menos frente a uma equipa claramente inferior. Como também não surpreende que tenha encontrado uma forma de isolar Ferreyra. Jonas vê no argentino uma espécie de versão sua em jovem e deposita nele uma esperança que nenhum benfiquista racional conseguirá sustentar. Acreditemos por isso, mais uma vez, na visão de jogo de um homem que habitualmente vê o que mais ninguém vê dentro de campo.

Andrija Zivkovic

As pernas e os pés do nosso suplente de luxo continuam a pugnar por uma carreira de sucesso no futebol profissional, mas os olhos de Zivkovic dizem "SOCORRO, são quase onze da noite e estou em Coimbra a jogar contra o Sertanense".

Ferreyra

É certo que lhe anularam o golo, mas celebremos o facto de ter acertado na baliza, quiçá de estar vivo.

João Félix

O simples facto de o ver em campo com Jonas é suficiente para me deixar entusiasmado. Imaginem quando conseguirem de facto passar a bola um ao outro.

João Filipe

Fechou o resultado em 5-0, a saber, 5 atletas da formação em campo, todos eles convocados por um treinador de quem eu não gosto especialmente, mas que teve o mérito de nos fazer voltar a imaginar um Benfica a falar maioritariamente a mesma língua que nós. É por isso que devemos agradecer-lhe do fundo do coração quando finalmente aceitar aquela proposta de um clube chinês.