Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

Quando Jonas é o suporte de vida, desfibrilhador, injeção de adrenalina, vitamina ou até botox do Benfica (diz Um Azar do Kralj)

Um Azar do Kralj viu em Setúbal "um grupo de indivíduos detestáveis liderado por Rúben Micael convicto de que era possível roubar pontos ao Benfica", mas, felizmente para os adeptos benfiquistas, havia em campo um homem chamado Jonas: "Que ele viva para sempre é o que desejamos, que sobreviva até a este Benfica"

Vasco Mendonça, Um Azar do Kralj

Gualter Fatia

Partilhar

Vlachodimos

Mais uma mão divina, desta vez aos 89 minutos de jogo, quando um grupo de indivíduos detestáveis liderado por Rúben Micael parecia convicto de que era possível roubar pontos ao Benfica. Continua a salvar a equipa com defesas de quem merece liderar o campeonato, ainda que o espaço entre os centrais seja por vezes mais consistente com o quarto lugar em que nos vamos encontrar no final desta jornada.

André Almeida

Há várias versões de André Almeida: o lateral competente que todos aprenderam a amar, o vencedor do prémio Puskas, o líder de assistências para golo na Liga NOS, o bacano que todos gostamos de seguir nas redes sociais, o beneficiário dos certificados de aforro de Rui Vitória, e finalmente o gajo que nos faz pensar que talvez o Corchia pudesse jogar mais. Hoje tivemos essencialmente este último.

Rúben Dias

Foi dando algumas nesgas de terreno aos avançados setubalenses, não tanto pelo poderio dos adversários mas porque se deixou deslumbrar com o arraial de pancadaria providenciado pelos jogadores do Vitória. Recordou com carinho o seu início de carreira quando lhe era permitido enfiar os pitons onde quisesse. Quando acordou desse regresso à infância tinha o Cádiz nas costas prestes a marcar.

Jardel

Penálti é a vossa tia.

Grimaldo

Atacou quase sempre melhor do que defendeu, mas a sua exibição de hoje foi coroada com um corte em cima da linha que poderá vir a aparecer no vídeo com os melhores momentos da época quando estivermos no Marquês ou que poderá ser insuficiente para evitar a saída de Rui Vitória no final da época. Independentemente do desfecho, sairemos à rua para celebrar.

Fejsa

Adivinhem quem é que não foi agredido uma única vez pelos selvagens do Vitória. Não sei se pelo seu ar imponente, se pelo facto de estar muitas vezes distante do adversário directo. Às tantas merecia uma fruta, nem que fosse para acordar. O que é feito do nosso querido Ljubomir?

Pizzi

Exibição segura mas apagada, denotando ainda o desgaste psicológico causado pela perda da Bola de Ouro para Modric. #INJUSTIÇA

Gedson Fernandes

Acima de tudo um sobrevivente. Há campos de minas mais seguros do que o relvado de Setúbal em que o jogo de hoje decorreu. Que o diga Gedson Fernandes, autor de uma assistência para golo que, ao intervalo, sentiu necessidade de aceder ao Facebook para se marcar como seguro no ataque do Bonfim. Mal sabia ele que continuaria a enfardar na segunda parte, para aparente deleite de Carlos Xistra.

Zivkovic

Excelente exibição e um ansiado regresso aos grandes golos que só não consta da ficha de jogo porque Carlos Xistra. Zivkovic continua a passear classe no relvado, mas fá-lo com a humildade de quem não sabe ou não percebe que é um dos melhores jogadores desta prova. Comporta-se não como um cidadão sérvio, mas como um pequeno monge budista que vai porfiando pacientemente, em silêncio, à procura do Nirvana onde quer que este possa ser encontrado, de Valença a Vila Real de Santo António.

Rafa

Essencial não apenas pelo que joga, mas pelo efeito de contágio nos restantes colegas. Desde Jonas que não aparecia um jogador assim no onze. A importância de Rafa nesta equipa é tal nesta fase que já não importa muito discutir os golos falhados, mas antes, como faria Mourinho há uns anos após um mau resultado, avisar os próximos adversários - AEK e Marítimo - que alguém vai ter de pagar a factura. Menos de hat-trick será derrota.

Jonas

Apesar de insistir num penteado que já não se usa na sua idade, Jonas é o suporte de vida, o desfibrilhador, a injeção de adrenalina, a vitamina ou até o botox, dependendo da perspetiva que se tem sobre este Benfica. Se as vitórias consecutivas não significam grande coisa por enquanto, uma coisa mostraram: que isto com Jonas se torna muito mais fácil e até previsível. Que ele viva para sempre é o que desejamos, que sobreviva até a este Benfica.

Gabriel

Ainda não percebi se é peso a mais ou qualidade a menos, mas as exibições de Gabriel exibem o potencial de um empréstimo ao Huesca com opção de compra.

Seferovic

Teve poucas oportunidades para mostrar a sua dificuldade em segurar a bola, mas concretizou quase todas.

Alfa Semedo

Ao contrário do que seria habitual, Alfa Semedo não entrou para reforçar a solidez defensiva do meio-campo, mas porque era o único dos suplentes com uma formação em primeiros socorros, essencial frente aos mercenários deste Vitória.