Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

Mais do que Bruno Lage, Um Azar do Kralj comoveu-se com João Félix, animal selvagem que o homem das palestras nunca conseguiu descortinar

O Benfica venceu o Rio Ave (4-2), na estreia de Bruno Lage, e Vasco Mendonça tem uma mensagem para o novo treinador: "Os historiadores referem que há dezasseis anos não se via uma reviravolta assim na Luz. Parece fácil, mas se fosse fácil não era para ele. Carrega Bruno"

Vasco Mendonça, Um Azar do Kralj

Gualter Fatia

Partilhar

Odysseas

Fez o pior jogo desde que chegou ao Benfica e nem isso nos impediu de vencer o Rio Ave com quatro batatinhas. Imaginem quando Vlachodimos regressar ao nível a que já nos habituou. #reconquista #nemrespiram #háquesaberrir

André Almeida + Rúben Dias

https://www.quora.com/How-can-you-prove-that-1-+-1-0/answer/Vasco-Mendon%C3%A7a

Jardel

Parece quase recuperado da embolia cerebral sofrida em Portimão.

Grimaldo

Faltou muito pouco para roubar o prémio Puskas a André Almeida, num lance individual absolutamente inacreditável aos 47'. Foi o melhor do quarteto defensivo, mas em boa verdade a fasquia não estava muito alta.

Fejsa

Revelou alguma dificuldade na primeira meia-hora enquanto tentava interpretar no novo esquema de zero centrais. Assim que percebeu que a coisa dependia dele, arrancou para uma exibição segura.

Pizzi

Sabem quantos analistas táticos são necessários para enroscar uma lâmpada? Um. Os outros vão explicar ao mundo que não é assim que se enrosca uma lâmpada, mesmo que esta já se encontre acesa. Enquanto a malta explicava minuciosamente porque é que Pizzi não tem lugar no novo 4-4-2, o internacional português assistia Seferovic para mais um golo que confirmou a vitória.

Salvio

Esta época já esteve em grande, já se lesionou, já fez algum trabalho de ginásio e agora parece ocupado a fazer trabalho de escritório, talvez a contar os milhões que o Benfica lhe ofereceu para renovar. Quando menos esperarem, o argentino vai reaparecer a decidir jogos, como sempre fez estes anos todos geralmente a meio de um insulto nosso. Mordam a língua.

Cervi

Um dos seus piores cruzamentos fez a bola embater num placard da Servilusa. Pareceu-me adequado.

João Félix

Para compreender a magnitude do que hoje aconteceu na Luz, precisamos de mais do que Bruno Lage ou de análises táticas. Precisamos de um vídeo do YouTube chamado "Watch These Animals Being Freed for the Very First Time!". Soma perto de 5 milhões de visualizações e é uma representação comovente da liberdade vivida por João Félix esta tarde, qual animal selvagem finalmente à solta no seu habitat natural, uma seta apontada à baliza adversária num 4-4-2 com dupla ao lado de Seferovic que o nosso homem das palestras nunca conseguiu descortinar. Não foram só os golos. Foi a mobilidade digna de um patinador, rodopiando e flutuando sobre o relvado com e sem bola, sempre à procura de mais.

Seferovic

Pela primeira vez desde que está em Portugal, houve crianças que pediram aos pais o número 14 na camisola. Caramba, houve pelo menos um adulto que pensou em comprar uma camisola com o número 14 nas costas. Grande jogo de Zlatan, perdão, de Haris Seferovic. A sua recepção orientada no primeiro golo da remontada, assim como uma mão cheia de outros lances ao longo da partida, provam que a companhia de João Félix, e vice-versa, é muito recomendável. Segue-se agora o mais complicado: explicar a Jonas que ele passou a suplente.

Zivkovic

Veni, vidi, assisti. É assim a vida de Andrija Zivkovic.

Ferreyra

Tendo em conta que passou os últimos meses preso numa cave, pode dizer-se que Ferreyra não se apresentou mal. Acima de tudo mostrou que está vivo. Falta o golo e a bofetada de luva branca com dedicatória na camisola interior dizendo "CHUPA RUI". Aguardemos com serenidade.

Krovinovic

Entrou em campo aos saltinhos, tal era a felicidade pelo regresso ao 4-4-2. 2019 é dele.

Bruno Lage

A braçadeira de treinador que apresentava junto ao pulso no final do jogo não parece ser mero adereço. Fiel aos ensinamentos de Abel Xavier, Bruno Lage treinou a dor dos benfiquistas nos primeiros 20 minutos da partida para pouco depois lhes devolver a alegria de viver através de uma fórmula simples, como o próprio explicou: utilizar os recursos ofensivos à sua disposição, na posição certa e numa tática que os aproveita da melhor forma. Os historiadores referem que há dezasseis anos não se via uma reviravolta assim na Luz. Parece fácil, mas se fosse fácil não era para ele. Carrega Bruno.