Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

Haters do @Almeidinhos, isto é par... Esperem lá, podia jurar que olhei para Samaris e vi um capitão. Deve ser do cansaço (Um Azar do Kralj)

Vasco Mendonça, um dos benfiquistas encartados de Um Azar do Kralj, escreve sobre os rapazes de Lage que derrotaram o Boavista na noite de terça-feira. Uma noite em que coisas estranhas aconteceram

Vasco Mendonça, Um Azar do Kralj

Carlos Rodrigues

Partilhar

Vlachodimos
Muito bom entendimento com Samaris. O compatriota de Vlachodimos provocou o penalty e o guarda-redes grego respondeu à chamada, demonstrando que está pronto para a principal situação de jogo trabalhada pelo Sporting esta época.

André Almeida
É muito raro o Benfica golear um adversário e André Almeida não ser responsável por metade dos golos ou assistências. Saboreiem por isso este raro e brevíssimo momento, estimados haters do André Almeida. O nosso craque sabe que a melhor resposta ao ódio é o amor. Por isso, preparem-se para voltar a sentir o sabor amargo de uma vitória do Benfica apenas possível pelas intervenções certeiras do nosso lateral-direito. E não pensem que se livram de cumprir a guarda de honra no final.

Rúben Dias
Os jovens centrais do Benfica não aprendem ou não querem aprender. Há muitos anos, Luisão indicou o caminho. Desde então não mais vimos um cabelo naquela cabeça. Foi o início de uma carreira singular na história do clube, que em muito se deveu à ausência de inquietudes do foro capilar. Luisão percebeu desde cedo que um central do Benfica não pode perder tempo a decidir com que penteado deve sair de casa ou, pior ainda, qual o visual que irá apresentar no relvado. Foi isso que traiu Lindelöf e é seguramente o que está a suceder com Rúben Dias. A desatenção no golo do Boavista não teria acontecido a um Rúben com máquina zero.

Jardel
Por muito seguras e autoritárias que as suas saídas a jogar aparentem ser, a verdade é que nenhum indivíduo com os pés de Jardel reúne condições objectivas para nos garantir que vai correr tudo bem.

Grimaldo
Sabes que marcaste um grande golo quando o primeiro colega de equipa a dar-te os parabéns é um vencedor do prémio Puskas.

Pizzi
1 assistência, 1 golo, 1 semi-assistência para Seferovic, e muito jogo inteligente pelos flancos com e sem bola. Chegaria e sobraria, se não se tratasse de um proscrito do universo benfiquista por esses grupos de whatsapp fora. A luta de Pizzi pela sobrevivência prossegue de forma inglória, até ao dia em que tivermos todos saudades dele e o rapaz estiver no Al Nassr a ensinar árabes a festejarem golos com a bola por dentro da camisola.

Samaris
Podia jurar que hoje olhei para Samaris e vi um capitão de equipa. Não sei, pode ter sido do cansaço.

Gabriel
Corria o sexto minuto de jogo quando uma fífia sua nos transportou até à segunda metade da década de 90. Subitamente os adeptos deram por si novamente a observar um indivíduo chamado Tahar com rédea solta para fazer o que quisesse na zona mais recuada do meio-campo benfiquista. Felizmente, o fantasma do central marroquino rematou ao poste e não mais voltou a incomodar os adeptos, que ainda hoje sofrem de stress pós-traumático causado por esta fase da vida do clube.

Rafa
Não foi o Rafa que piorou. Foi tudo o resto que melhorou. Numa outra noite, num outro relvado, talvez a trivela que lançou Seferovic para o lance do segundo golo tivesse sido lembrada e relembrada pelos benfiquistas. Hoje foi só mais um de muitos lances de belo efeito numa noite em que o rolo compressor regressou definitivamente à Luz.

Seferovic
Até a errar parece ter mais genica. É este o Seferovic da era Bruno Lage, um avançado possante e rápido que diz asneiras em português quando a bola não entra e regressa para a segunda parte com o dobro da vontade de convencer os benfiquistas. Se continuar a marcar golos a este ritmo, é bem capaz de o conseguir.

João Félix
Esqueçam o cabeceamento certeiro, a jogada monumental que entrega a bola numa bandeja a Seferovic, ou o modo juvenil como passa a bola a Pizzi no contra-ataque do quarto golo. A imagem mais bonita de João Félix esta noite, e também a mais triste, é a do miúdo que recebe humildemente instruções de Bruno Lage a ganhar por 4-1 a 10 minutos do fim. Por um lado é uma imagem perfeita do que é a gana deste novo Benfica. Por outro, é a garantia de que este miúdo pura e simplesmente não irá parar enquanto não for um dos melhores do mundo.

Zivkovic
Ao contrário do que acontece habitualmente, Zivkovic não fez duas assistências para golo nos primeiros 5 minutos em campo.

Ferreyra
A próxima depressão a passar pelo nosso país devia chamar-se Facundo.

Gedson
Continua a crescer a olhos vistos - o cabelo.