Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

Eu não queria ir por aí, mas talvez agora seja um bom momento para falarmos do ordenado de Lage. Deem-lhe um aumento (Um Azar do Kralj)

Vasco Mendonça coligiu vários elogios aos mais variados marcadores de golos e fazedores de assistências deste domingo realmente gordo do futebol do Benfica. Tantos, que teve introduzir o item treinador na lista da sua análise, porque, diz ele, o homem merece

Vasco Mendonça, Um Azar do Kralj

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Vlachodimos

Estranho destino este de Vlachodimos. Quando tudo parecia apontar para uma boa primeira época do grego na baliza do Benfica, eis que se vê relegado para jogos amigáveis, com pouco ou nenhum trabalho. Bruno Lage devia vir a público explicar o que se passa.

André Almeida

Já repararam que os laterais de Barcelona e Juventus passaram pelo Seixal e que, mesmo assim, o lateral com mais assistências do futebol mundial neste momento é titular do Sport Lisboa e Benfica?

Rúben Dias

Rúben Dias é aquele tipo de pessoa que continua a espancar o seu oponente já depois de este ter falecido. Graças a Deus que assim é, ou talvez não tivesse marcado um golo pleno de vontade numa altura em que já toda a gente estava mais ou menos satisfeita. Querem saber o melhor? Deixou-nos com mais vontade do próximo, e do próximo, e do próximo.

Ferro

Há poucas coisas melhores do que constatar que um jogador recém-chegado à equipa principal, que até já mostra alguma adaptação ao papel esperado dele, e, no momento mais importante da sua carreira, revela de forma quase enternecedora que ainda não sabe festejar golos. Tudo indica que tem andado a treinar coisas mais importantes. Carrega miúdo.

Grimaldo

Há mais de 50 anos que não via um lateral como este no Benfica. Enfim, vocês perceberam. Estou a fazer um esforço tremendo para não embandeirar em arco, mas suspeito que não vou conseguir.

Samaris

Da última vez que os adeptos se levantaram das bancadas com Samaris presente no relvado, é provável que tenha sido para exibir lenços brancos e pedir a saída do grego. Hoje terão exigido a renovação, e muito bem. É meio caminho andado para recuperarmos a bola. A outra metade fica a cargo de Gabriel ou, como hoje, dos jogadores do Nacional.

Gabriel

A sua exibição é bem capaz de vir a causar stress pós-traumático a alguns jogadores do Nacional. Monstruoso.

Pizzi

Apareceu na flash interview impávido e sereno, como se não tivesse feito 4 assistências e 1 golo, como se não tivesse criado mais ocasiões de golo sozinho do que a restante equipa toda junta, como se não tivesse sido protagonista num dos melhores jogos que o Estádio da Luz já viu. Foi a sua forma muito humilde de exigir de volta o nome que a ele sempre pertenceu: Pinedine Zizzane. Agora que já homenageámos o pequeno grande Chalana, podíamos aproveitar a próxima tarja para fazer um pedido de desculpas ao Pizzi pelos impropérios de que tem sido alvo na melhor época da sua carreira. Depois competirá a ele decidir se nos perdoa ou não.

Rafa

O mister Lage bem avisou que tínhamos aqui mais um avançado. Regressou aos golos e continua a bater aos pontos os concorrentes Cervi, Salvio e Krovi.

João Félix

Acaba por ser adequado que, em dia de homenagem a Chalanix, o único jogador em campo com nome terminado em -ix seja o nosso menino João. Assim de repente quase parece que fez uma exibição discreta - 1 golo e 1 assistência -, o que diz bem das alegrias que nos tem dado. Comandou as operações no melhor lance do jogo, que ironicamente não deu em golo. Saiu ao fim de pouco mais de uma hora, com ar de quem queria a bola coladinha ao pé. Como diria o personal trainer que eu nunca tive, insiste, mantém, não vacila.

Seferovic

E ainda há quem tenha coragem de chamar cepo ao melhor homem de área do futebol português. Seferovic parece uma daquelas histórias inspiradoras das redes sociais em que vemos alguém perder 80 quilos em 3 meses ao som de Nickelback, mas no caso dele é aprender a jogar futebol.

Florentino

Foi bom que a entrada de Florentino em campo tivesse coincidido com o período fugaz em que o Nacional deu um ar da sua graça na condução da bola em transição ofensiva. Florentino aproveitou esse quarto de hora para se tornar o jogador com mais recuperações de bola em campo e conquistar 55 mil espectadores presentes na Luz, reforçando o rolo compressor quando este precisava de um empurrão para completar o tributo a Chalana. Antes de entrar em campo ouviu as instruções de Bruno Lage e sorriu confiante. Promissor.

Krovinovic

Não entrou mal, mas até neste Benfica pareceu ligeiramente enferrujado. Nada contra. Se há umas semanas questionaríamos a presença de Krovinovic no banco de suplentes, a partir de hoje anuíremos perante tudo que o mister Lage disser. Desculpa, Krovi.

Jonas

A maioria dos seus lances, em especial o golo, fez-me lembrar aqueles gifs do Insónias em Carvão em que ele apaga os adversários das imagens. Até o Costinha concordará. Abençoados sejam, Jonas e o rei da internet.

Bruno Lage

O treinador do Benfica disse que a única coisa que pode prometer é que amanhã às dez estará no Seixal para comandar mais um treino. Se fosse eu no lugar dele, nem sequer aparecia. Teriam de me ir buscar a um iate alugado à deriva algures na Baía do Seixal, comigo ainda em coma alcoólico. Felizmente o Benfica contratou uma pessoa séria para o lugar de treinador. O repórter da CMTV mereceu a resposta torta de há umas semanas, mas talvez agora seja um bom momento para falarmos do ordenado de Bruno Lage. Não sei qual é, mas depois de um jogo saído dos nossos melhores sonhos, só há uma consequência lógica: dêem um aumento ao homem.