Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

Finalmente, um país inteiro rendido ao 🤙🤙🤙🤙🤙. Esperem até alguém fazer uma campanha com isto no próximo Europeu (por Um Azar do Kralj)

Não é muito difícil adivinhar a quem Vasco Mendonça se está a referir com este emoji, certo? Pronto, agora que estamos esclarecidos, leiam a análise aos jogadores de Portugal que golearam a Lituânia no frio estádio do Algarve. Encontrará os elogios do costume a Bernardo Silva, mas também um inesperado volte-face na vida de Um Azar do Kralj, que se rende a Gonçalo Paciência

Carlos Rodrigues

Partilhar

Rui Patrício

À hora em que escrevo isto, ainda não sabemos se Rui Patrício recuperou da hipotermia provocada por 90 minutos especado no Estádio do Algarve. Esperemos que consiga estar no Luxemburgo. Cheira-me que será necessário.

Ricardo Pereira

As minhas desculpas ao Nelson Semedo e ao João Cancelo. Espero que os bancos sejam aquecidos. Vai ser um inverno longo.

José Fonte

Ainda dizem que as pausas para a selecção desgastam os jogadores. Noite mais calma só se estivessem nas termas de Monchique.

Rúben Dias

Mesmo sem ter muito que fazer, Rúben procurou participar na asfixia colectiva dos lituanos e fê-lo competentemente. Seria muito mais divertido vê-lo fazer dupla com Rúben Semedo, mas o problema é meu que tenho esta atração pelo abismo.

Mário Rui

Boa exibição, sempre de olhos na frente. Dois cruzamentos seus levaram um gosto de Cristiano Ronaldo. Foi o suficiente para ganhar a noite.

Rúben Neves

Sinceramente começo a duvidar das competências de Jorge Mendes. Como é que o Rúben Neves continua no Wolves? Fez todo o trabalho menos glamoroso com a raça e a classe que o caracterizam. Só faltou um daqueles remates que faz em Inglaterra, mas compreendo que se queira guardar para a fase final.

Pizzi

Finalmente um país inteiro rendido ao 🤙🤙🤙🤙🤙. Esperem até a Galp fazer uma campanha com isto no próximo Europeu.

Bruno Fernandes

Pressionante e inteligente a galgar metros com a bola ou a manietar os pobres lituanos, tudo com o sentido de urgência de quem sabe que a vida são dois dias: um para celebrar golos com o Ronaldo e outro para explicar ao Borja como se joga futebol.

Bernardo Silva

Estas são as únicas sessões educativas em que Bernardo Silva devia ser obrigado a participar: aquelas em que ele dá a aula e nós aproveitamos a oportunidades para nos voltarmos a apaixonar pelo futebol da selecção.

Cristiano Ronaldo

Ainda o Fábio Capello estava à procura dos óculos de ver ao longe quando o Cristiano já marcava o primeiro golo do jogo. Felizmente para Capello, o nosso capitão foi generoso e marcou mais dois. É curioso: mesmo sem fintar muito, Cristiano deixou os críticos mais uma vez de gatas à procura da bola. Como se tudo isto não bastasse, a festa inclui ainda um magnífico stunt de relações públicas. Um fã de Ronaldo, camisola da Juve vestida, entrou pelo relvado adentro e só parou quando conseguiu tirar uma foto com o seu ídolo. Suspiremos: afinal está tudo bem com o joelho.

Gonçalo Paciência

Eu já tentei não gostar do Gonçalo Paciência, mas é muito difícil. Pensa e executa bem, combina com os colegas como se já jogasse nesta seleção há muito tempo, e faz o trabalho necessário sempre com um sorriso no rosto. É verdade que o adversário era mais permissivo do que outros, mas parabéns ao mister Fernando Santos por colocar o Gonçalo neste jogo. Marcou um golo merecidíssimo e vai marcar muitos mais assim que afinar a pontaria.

Bruma

Colocar Bruma no lugar de Bernardo Silva é um pouco como trocar a orquestra da Gulbenkian por Slayer. Não é que não goste de heavy metal, mas calma. Não foi por acaso que a contagem de golos fechou precisamente um minuto antes desta substituição.

Diogo Jota

Há muito que merecia uns minutos nesta seleção e Fernando Santos fez-lhe justiça. Falta fazer o mesmo com o Ricardo Horta.

João Moutinho

Fernando Santos bem a dizer ao seu menino "calma, ainda gosto muito de ti!"