Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

Um Azar do Kralj viu Weigl a passar pelos Foros de Amora, admirar a baía do Seixal, perder-se no caminho e ir parar à Cruz de Pau

Vasco Mendonça viu "laivos de excelente jogador" na estreia de Weigl pelo Benfica, mas ainda esperava mais do novo reforço. Teve de ser um velho conhecido a resolver o jogo: "senhor Almeidinhos"

Vasco Mendonça (Um Azar do Kralj)

Gualter Fatia

Partilhar

Vlachodimos

Para quê este aparato todo com chuteiras, luvas e soutiens masculinos para medir batimento cardíaco e sei lá mais o quê? Quando for assim deixem-no levar umas pantufas, uma mantinha e um chá.

André Almeida

Já tínhamos reiniciado o router, soprado para dentro do cartucho, experimentado outra tomada, insultado três operadores de call center, visitado o Portal da Queixa, rezado a Nossa Senhora da Assunção e até expulsado o homem quando o nosso capitão apareceu para resolver um jogo que parecia condenado a uma barraca de proporções cataclísmicas. Abençoado regresso, senhor Almeidinhos.

Rúben Dias

Acabou o jogo a competir pelo papel de impulsionador do ataque. Veremos agora se Lage tem a coragem para mexer na equipa e sentar Pizzi no próximo jogo.

Ferro

Às vezes penso no nome Francisco Ferro, vejo a expressão serena o nosso central enquanto aborda um lance de forma menos enérgica e questiono-me se este homem é mesmo um futebolista ou um filósofo preso no corpo de um atleta. Enfim. Seja qual for a resposta, não o levam daqui por menos de 80 milhões.

Grimaldo

Exibição esforçada em dia de água mole em pedra dura.

Weigl

Esta semana dei por mim a imaginar este alemão a passar pelos Foros de Amora, a caminho do treino na sua nova casa do Seixal. Será que parou para admirar a baía? Será que chorou um bocadinho? Será que se perdeu no caminho e foi parar à Cruz de Pau? Saberá ele que um schnitzel é essencialmente um bife panado demasiado grande? Por enquanto ainda não sabemos tudo o que vai naquela cabeça de primeiro mundo, mas deu para ver laivos do excelente jogador. Resta aos adeptos fazerem a sua parte e darem a Weigl um apoio remotamente parecido com aquele que o alemão teve em Dortmund estes anos todos. É verdade que já teve um adepto a correr 1km nu por sua causa, mas ontem, em vez de uma Parede Amarela, tivemos um Fosso Encarnado. É rever e melhorar.

Gabriel

Em poucos dias experimentou jogar com Adel, depois com Julian e finalmente sozinho, a segurar as pontas ao meio-campo praticamente sozinho. Acabou o jogo exausto, ligeiramente mais magro, e feliz.

Pizzi

Ficámos todos esclarecidos quanto àquilo que pode acontecer quando Vinicius não está em campo e Pizzi dá por si num dia perdulário. Foi porreiro e tal, há sempre uma dimensão pedagógica nestes momentos de terror, mas por favor evitem repetir.

Jota

O problema não és tu, sou eu? Não sei o que te dizer, João Filipe. Talvez seja só uma questão de tempo.

Chiquinho

Muito esclarecido a jogar mais recuado num papel habitualmente reservado a Adel. Tal como em outras ocasiões, se tem marcado seria o herói do jogo. Fé no pé, c...!

Seferovic

Bruno Lage disse que Seferovic treinou muito bem durante a semana, portanto está aqui uma boa oportunidade para a equipa do novo serviço Benfica Play nos mostrar que treinos espectaculares foram esses. É que neste momento o único conteúdo exclusivo que as exibições de Seferovic me sugerem é um documentário sobre a depressão.

Cervi

Numa altura em que todos juntos parecíamos poucos no ataque à baliza do Aves, Cervi ajudou a dar maior clarividência ao flanco esquerdo. Ao contrário do que afirmarão os demasiados especialistas em arbitragem e odiadores do futebol, foi devido às múltiplas combinações de Cervi com Grimaldo e amigos que o relvado se tornou inclinado. Eu sei que para alguns a única arbitragrem justa é a que determinar uma derrota do Benfica, e para eles o meu conselho é que continuem a chorar num canto escuro de vossas casas.

Vinicius

Desta vez não houve golos nem pose mas voltou a ser decisivo em ambos os golos. Cavou um penálti, assistiu o capitão e celebrou da forma que eu teria celebrado se lá estivesse em baixo, com um pontapé de raiva num placard publicitário que valeu por todos os remates a que não tivemos direito.

Samaris

O seu contributo violentamente eloquente nos festejos do golo da vitória fez com quem entrasse algo cansado, mas ainda a tempo do Samarelo da praxe.