Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

Obrigado aos intervenientes e visionários responsáveis por esta sequência de acontecimentos. Dez anos à frente, amigos (Um Azar do Kralj)

Se está escrito como ironia e se soa a ironia, então provavelmente é ironia. Vasco Mendonça está a morrer por dentro a cada cruzamento de Tomás Tavares para nenhures

Vasco Mendonça, Um Azar do Kralj

Gualter Fatia

Partilhar

Vlachodimos
Houve um momento ontem em que olhei para Vlachodimos e vi Michel Preud’homme. É sintomático que o titular que esteve mais próximo de ser dispensado seja hoje o jogador mais importante da equipa. Obrigado aos visionários responsáveis por esta sequência de acontecimentos. Dez anos à frente, amigos.

Tomás Tavares
Nunca tinha passado um aniversário em Setúbal e suspeito que não quererá repetir. Nem ele nem nós, que fomos convidados sem saber para uma festa num daqueles escape rooms em que somos aterrorizados pelo posicionamento, atitude e qualidade de 11 jogadores de futebol enquanto tentamos sair do estádio vivos. Morri por dentro após um cruzamento seu aos 94 minutos.

Ruben Dias
Eu não sou psicólogo desportivo e talvez esteja a subestimar as enormes complexidades da mente humana em contextos de alta competição, mas ****-se, é assim tão difícil ter mais dez gajos que joguem com a garra do Rúben? Será que é pedir assim tanto? A equipa do Benfica tem vários problemas e um dos principais nesta fase é a falta de atitude. Não há fome.

Ferro
Garantiu há poucos dias que “se há grupo de trabalho que dá a volta a momentos menos bons, é este”. Só passaram 4 dias, por isso vamos aguardar.

Grimaldo
Exibição discreta. Conquistou um penálti, o que nos dias que correm garante quase tanto como um cruzamento do Tomás Tavares. Por falar nisso, já ensinavas o miúdo.

Samaris
Falhado o propósito de assegurar a vantagem no marcador, Samaris decidiu fazer a única coisa que restava. Em vez de linhas de passe, procurou as canelas dos adversários e manifestou o seu descontentamento com o presente estado das coisas. Foi, apesar de tudo, uma das ideias de jogo mais discerníveis ao longo da tarde de ontem. No fundo, foi novamente uma extensão emocional dos adeptos, com uma diferença: os adeptos talvez tivessem acertado em alguns jogadores nossos.

Taarabt
Apesar de ser o titular que até hoje deu mais prejuízo ao nosso clube, é também dos que teima em contribuir com mais futebol. Talvez uma fórmula bem conseguida no Microsoft Excel nos diga que foi um mau negócio, mas das spreadsheets não reza a história.

Pizzi
Só um desfibrilhador trazido do norte do país foi capaz de trazer Pizzi de volta ao reino dos vivos. Tem que nos dizer o que viu durante aquela hora e meia em que esteve do lado de lá. Talvez tenha visto um novo marcador de penalties para o Benfica. Não sei. As pessoas que passam por isto têm relatos muito díspares.

Cervi
Um dos responsáveis por uma das afirmações mais ouvidas ontem no Bonfim e em cafés deste país: “o Sílvio é que fazia cá falta, não?”

Chiquinho
Alguém sabe se o departamento de e-sports faz treinos de captação?

Vinicius
Duas ocasiões de golo em fora de jogo. És tu, Haris?

Rafa
Peço aos adeptos que cheguem mais cedo ao próximo jogo em casa. Vamos replicar a conhecida cena do filme Aeroplano em que os passageiros fazem fila para esbofetear uma passageira nervosa. Não faças a barba até lá, Rafa. Pode ser que doa menos.

Dyego Sousa
O próximo anúncio de emprego do Benfica devia ser para figurantes em jogos de futebol. Sai mais barato do que trazer este rapaz da China. Suspeito que nem ele sabe bem o que anda ali a fazer.

Weigl
Começa a parecer-se um pouco com aquela máquina de fazer pão pela qual pagaram demasiado, que não sabem exactamente como utilizar e que, portanto, mais valia não terem sequer tirado da caixa. Assim só serve para apanhar pó e desvalorizar. Qualquer dia nem no OLX lhe pegam.