Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Um Azar do Kralj

Taarabt: Cirque du Soleil na 1.ª parte, Circo Chen em Silves na 2.ª (por Um Azar do Kralj)

A análise mordaz de Vasco Mendonça depois do jogo do Benfica para a Liga Europa em casa do Standard Liége, onde viu um cruzamento de Nuno Tavares que ia matando um trabalhador do estádio que estava na pala da bancada

Photonews/Getty

Partilhar

Helton Leite

O Helton Leite que me perdoe, mas o único guarda-redes que eu apreciei ver esta noite foi o senhor Michel Predu’homme na bancada rodeado de vinhos por motivos que eu desconheço e não preciso de compreender. Também eu superei o jogo com a ajuda do álcool, Michel.

João Ferreira

Pode ser da comparação com o Gilberto, mas assim de repente acho que estamos perante o novo Kimmich. Exageros à parte, devemos estar-lhe gratos. Foi graças ao penálti inventado por este rapaz que não perdemos de forma humilhante em Liége.

Vertonghen

Sóbrio na estreia a capitão, sim, a capitão. Não estranhem. Aparentemente Jorge Jesus escolhe para capitão o atleta que tiver nascido mais perto do local onde a partida se disputa. Começámos com uma visita a Liége, mas não vejo motivo para que não continuemos. O próximo capitão nos jogos em casa será Nuno Tavares, nascido em Lisboa, seguido de Chiquinho, nascido em Santo Tirso (ida a Barcelos), e Ferro na Supertaça.

Jardel

O Jardel não vai admitir em público mas concorda com a minha análise ao Vertonghen. De resto, fez uma exibição competente e solidária, esperando agora por um jogo oficial próximo de Florianópolis, cidade que o viu nascer, para voltar a capitanear a equipa.

Nuno Tavares

Um valor seguro. Da liga belga. Desculpem, eu sei que já vi um lateral promissor ali, mas não está fácil lidar com os erros sucessivos. Houve um cruzamento na 2ª parte que ia matando um trabalhador do estádio que estava na pala da bancada.

Weigl

É certo que fez muitas coisas bem, mas o adversário foi dos menos exigentes que ele terá enfrentado desde que chegou a Portugal. Em nome de alguma exigência, importa por isso perguntar: onde é que este caramelo estava nos lances dos golos? Não admira que o treinador tenha gritado tantas vezes por uma Juliana.

Taarabt

Um dos protagonistas do show do Cirque du Soleil durante a primeira parte. Saiu estafado e algo desorientado depois de oferecer o meio-campo aos belgas no lance do segundo golo, com uma prestação mais adequada a uma tenda do Circo Chen em Silves.

Pedrinho

Querem ver que este heroinómano é mesmo jogador?

Everton

Voltou aos sinais positivos demonstrados durante a pré-época, ou não parecesse este um jogo saído de um estágio em Nyon no mês de julho. Desfez belgas como se fosse o monstro das bolachas, marcou um bom golo e pareceu muito mais confiante. Um dia de cada vez, mas já houve ali um pezinho de samba.

Waldschmidt

Associar um alemão a um carrossel nunca soa muito bem. Talvez isso explique a desinspiração do rapaz. Waldschmidt não parece fazer parte de um carrossel. Comporta-se como alguém que gostaria de liderar uma linha de montagem na Autoeuropa. Não significa que as vontades não coincidam. Vimos momentos assim, em que o engenheiro e aquele gajo que anda nos carrinhos de choque com uma perna de fora coexistiram harmoniosamente no último terço adversário. E quando assim é nós gostamos de ver.

Darwin

Sempre que ele pega na bola não sabemos se estamos prestes a assistir a uma cena de um documentário sobre uma espécie selvagem vinda do Uruguai, um portentoso ataque à baliza adversária, um anúncio a uma marca de champôs, ou as três coisas em simultâneo. E talvez seja isso que mais entusiasma em Darwin: há ali um frenesim por domesticar que contagia. Mesmo quando ele perde a bola de forma tonta, como tem acontecido em todos os jogos, ninguém desarma. Para a próxima será melhor. Falta muito mais disto ao Benfica atual, aquela sensação de que a qualquer momento vamos levantar-nos da cadeira ou do sofá para celebrar não apenas um golo mas a beleza e a paixão com que essa tarefa foi realizada.

Pizzi

Quem é que nós estamos a tentar enganar? Ele pode começar no banco, na bancada, onde vocês quiserem. O desfecho será sempre o mesmo.

Rafa

Se o Pedrinho jogasse sempre assim a rivalidade entre eles passaria a ir muito para além das selfies com cães no instagram. O que seria bom para o plantel. O desempenho no relvado, não as fotos com os cães.

Gabriel

Há muito tempo que não falhava tão poucos passes. Essencial a manter a posse de bola nos últimos segundos do encontro, não fosse alguém ter a ideia tonta de tentar marcar um golo que nos desse a vitória. O que seria!

Cervi

Até o psicólogo do plantel já deve ter percebido que o Cervi dava um bom lateral esquerdo. Vamos ver se o mister chega lá também.

Seferovic

Já não foi a tempo tempo de falhar um golo com o pé direito.