Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

Alguém na BTV apelou à calma e disse que Pizzi esteve mais competitivo, sem gargalhar. É preciso gostar muito do Benfica para pagar por isto

O ponto de vista humorística de Vasco Mendonça à derrota do Benfica, em Alvalade, diante o Sporting. Como se percebe, a crítica é mais ampla do que a mera análise aos jogadores

Vasco Mendonça (Um Azar do Kralj)

Gualter Fatia

Partilhar

Vlachodimos
Foi uma das melhores assistências para golo que me lembro de ver no Benfica esta época. Pena ter sido realizada por um guarda-redes, com as mãos, para um jogador adversário. Tirando isso, esteve impecável.

Gilberto
Já lá vão uns meses destes altos e baixos, por isso não podemos dizer que nos surpreenda. Alguém se convenceu que este homem era o futuro lateral-direito do Benfica. Depois o verdadeiro lateral-direito lesionou-se e desde então temos protegido a saúde financeira do clube - esse grande troféu - evitando ir ao mercado buscar um novo lateral direito para jogar no lugar deste. O eixo em que o futebol de Gilberto se move tem no extremo positivo a abnegação, que reconhecemos a espaços, e no extremo negativo apresenta uma angustiante mediania, que no Benfica equivale a mediocridade, conforme revelado pela exibição de ontem. Ai queriam piadas, não era? Vejam a entrevista logo às 19.

Jardel
Nada diz “hoje é para ganhar” como entrar com 3 centrais em campo e 2 laterais dos quais só um sabe realmente atacar. O destino, que pelos vistos é benfiquista, fez por corrigir e tirou Jardel do campo, mas depressa Deus corrigiu.

Otamendi
Fez o que podia para para sair de Alvalade com 3 pontos e o escalpe do Tiago Tomás.

Verthongen
Eu sei que o homem tem a alcunha de Super Jan, mas nenhum benfiquista no seu perfeito juízo acredita que vamos ser salvos por um super-herói belga de 33 anos. Quando muito teria ajudado a segurar o empate, mas encontrou nos colegas de equipa a sua kriptonite.

Grimaldo
Ele bem queria apanhar um Gilberto pela frente, mas o Sporting fez uma coisa inovadora esta época. Identificou posições em que tinha fragilidades, wait for it, contratou jogadores para colmatar essas falhas. Uma estratégia revolucionária que parece estar a resultar, como se viu ontem pelas dificuldades sentidas contra o melhor lateral direito da Liga.

Weigl
Passou perto de 92 minutos nas minhas cogitações para melhor jogador do Benfica. Fica para a história como um dos menos maus. Por mim pode continuar a usar o Instagram uma vez por semana, com supervisão de adultos.

Pizzi
Nunca mais me esquecerei do momento. Já passava das 23:45 quando alguém na BTV apelou à serenidade, explicando que os comentadores que ali estão têm um dever de analisar os acontecimentos com maior frieza. Logo a seguir explicou que ontem vimos um Pizzi muito mais competitivo e prosseguiu, sem por um momento ceder à gargalhada. É preciso gostar mesmo muito do Benfica para pagar a mensalidade desta palhaçada.

Rafa
É trágico ver que até a versão coxa do Rafa pareceu mais perigosa do que alguns colegas sem problemas de mobilidade.

Cervi
Desta vez Jesus optou por colocar Grimaldo na posição habitual e Cervi mais avançado na ala. Se em tempos recentes assistimos à descoberta de um lateral promissor, ontem pudemos matar todas as saudades do extremo primoroso a passar a bola para trás. Uma espécie de Cebolinha argentino, se quiserem. O mais deprimente nisto tudo? Passados todos estes anos, já não sei se o problema é do Cervi ou de quem lhe dá as ordens.

Darwin
Pelo que percebi apagou as redes sociais ontem à noite devido aos insultos dos adeptos. Curiosamente, foi também uma das poucas vezes em que conseguiu fugir à marcação na noite passada. Às vezes é assim, Deus - o que não é adjunto de Jesus - escreve direito por linhas tortas. Se me perguntassem se era assim que imaginava os jogadores do Benfica a moderarem a sua atividade nas redes sociais numa das piores épocas desportivas do clube, não era de facto. Por outro lado, antes assim do que continuar por ali a viver numa realidade paralela. Vai ficar tudo bem, miúdo. Mesmo que tenha de piorar antes.

Seferovic
Fez aquela coisa muito habitual nos avançados do Benfica esta época que é andar por ali às voltas à procura de uma equipa que seja capaz de criar ocasiões de golo. Não encontrou a tal equipa, mas cumpriu à risca com a ideia de jogo. Não fiquem ofendidos por eu lhe chamar ideia.

Gabriel
O meu estado anímico face à situação atual do Benfica não é compatível com 90% das ações do Gabriel durante um jogo de futebol. São os passes curtos a queimar colegas, os passes longos a sobrevoar lentamente o relvado, cheios de trejeitos só ao alcance de colegas doutorados em aerodinâmica, ou a ocasional falha de marcação. Gostei de o ouvir dizer “vamos ca****!” 2 minutos antes do golo, mas devia ter suspeitado que alguma coisa estava mal quando é o Gabriel a puxar pelos outros.

Taarabt
Participante ativo nos 47 segundos de tempo útil da segunda parte em que até pareceu que podíamos ganhar isto.

Nuno Tavares
Já o vi interagir com cães de forma mais intensa do que a fechar o cruzamento do Porro que dá golo. Há uns dias dizia a amigos benfiquistas que precisamos de um código de conduta para as redes sociais, mas isso era começar a construir a casa pelo telhado. O Benfica precisa de um gigantesco, monumental, revolucionário reset. Infelizmente, hoje às 19h um ídolo da minha juventude vai tentar convencer-nos do contrário.

A última vez que ganhámos ao Benfica em casa, estava o Nuno Mendes a fazer os TPC de Geografia no 6º ano (por Diogo Faro)

Na sua análise humorística ao dérbi que o Sporting venceu, Diogo Faro começa por pedir desculpa aos vizinhos: "Festejei tanto no golo que até os devo ter induzido em erro, levando-os a achar que tinham anunciado o fim da pandemia"