Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Um Azar do Kralj

“Tekerisi, Luca, não te apoquentes que isto vai ao sítio”: Waldschmidt precisa de carinho de um sexagenário da Amadora

Aqui está a análise humorística de Vasco Mendonça ao empate do Benfica com o Arsenal, a contar para a Liga Europa. Nota para a gritante apropriação linguística do autor

NurPhoto

Partilhar

Helton Leite
Felizmente entrámos em campo com cinco defesas, o que permitiu ao Helton Leite sair da sua baliza apenas 3 vezes com o intuito de evitar que saíssemos de Roma com a eliminatória resolvida.

Diogo Gonçalves
A versão ofensiva faz-nos sonhar com um flanco direito oleado dentro de algumas semanas, em que as triangulações com Rafa, Pizzi e companhia se sucedem e os cruzamentos saem quase de olhos fechados para a cabeça de Darwin ou Seferovic, que se encarregarão de falhar o golo.

Otamendi
Ao que isto chegou. Hoje a nota artística do Benfica está na nossa organização defensiva. Ouço pessoas falarem da nossa linha a colocar adversários em fora de jogo como se fosse um lance do Everton a passar por 4 adversários (enquanto isso o Everton perde a bola 4 vezes). Neste frenesim de organização defensiva, Otamendi conseguiu o golo da noite ao evitar o 1-2 para o Arsenal que nos colocaria em maior desvantagem na eliminatória.

Lucas Veríssimo
Envergou a camisola 4 e parecia que já ali jogava há muito tempo. É uma situação perigosa. Não me admirava se o empresário dele começasse a exigir uma renovação já amanhã.

Verthongen
Não é fácil aos 33 anos acompanhar a movimentação de dois ou três adversários e de um colega de equipa quase tão perigoso como eles (Grimaldo), mas Verthongen fez tudo isto com espantosa sobriedade.

Grimaldo
Teve uma excelente oportunidade para fazer esquecer a noite de sobressalto causada pela dupla Saka - Bellerin. Optou por tentar passar a bola ao Darwin. Terá agora de viver com esta escolha. É castigo que chegue até à 2ª mão.

Weigl
Seja como médio centro ou como defesa central, quase todas as suas decisões em campo parecem ser tomadas no superior interesse do Benfica. Chegou à flash interview, exibiu a mesma atitude demonstrada em campo e terminou dizendo que com esta atitude era possível ganhar o jogo da 2ª mão. E não é que eu acreditei?

Taarabt
Os muitos ingleses que esperavam ver um festival de cuecas terão ficado desapontados. E tal como os meus filhos quando pedem ao pai para brincar com legos a meio de um jogo do Benfica, poderão encontrar algum conforto no YouTube.

Pizzi
Impressionante como, após mais de 2 meses sem oportunidade para testar a marcação de penalties em jogos oficiais, mantém intactas as suas qualidades. Uma pena os regulamentos da modalidade em Portugal não lhe permitirem mostrar estas qualidades na nossa liga.

Rafa
Quase me calava aos 62 minutos. Passou por ele alguma da melhor circulação de bola na segunda parte, o que nos fez parecer um pouco menos o Vilafranquense a jogar na Luz para a Taça, imagem que retive a espaços durante a 1ª parte.

Waldschmidt
Não percebo se está nervoso, ansioso, deprimido, farto das promessas de um país solarengo no Sul da Europa que mal o deixa sair de casa, ou se é tudo isto. Seja qual for a causa, precisa de apoio. Precisa de carinho. Precisa de solidariedade e compreensão. Precisa que um sexagenário da Amadora se aproxime dele e lhe diga apenas “Não te apoquentes que isto vai ao sítio. Tekerisi!”.

Darwin
Se este rapaz não mostra serviço nos palcos da Liga Europa, palcos esses que podem fechar portas já daqui a uma semana, suspeito que nem o Mendes vai conseguir resolver este magnífico Sudoku de engenharia financeira.

Seferovic
Entrou para refrescar o ataque e tentar fazer melhor do que Darwin. Atingiu 50% dos objetivos a que se propunha.

Everton
Calma. Ele há-de voltar a marcar um golo com a já mítica jogada em que flecte para dentro e desfere um portentoso remate ao ângulo, com a bola a ir parar à bancada. Só não sabemos quando será.

Gabriel
“É nisto que Gabriel é muito forte”, explicava o comentador da Sport TV no exacto momento em que um daqueles passes incompreensivelmente mal medidos saía pela linha de cabeceira.

Chiquinho
Vamos fazer assim. Deixem o Chiquinho acumular pelo menos 45 minutos em diferentes jogos e eu escrevo qualquer coisa sobre isso.

  • Benfica: vocês os três façam um resultado quadrado
    Liga Europa

    Por fim com o desejado Lucas Veríssimo em campo, Jorge Jesus pôs o Benfica com três centrais para encarar prudentemente o Arsenal, a quem retirou espaço para que a explosão e a criatividade dos melhores jogadores não expusessem o momento frágil dos encarnados - e para depois procurar o golo em contra-ataque. Os lisboetas defenderam melhor na primeira-parte e atacaram melhor na segunda; o jogo acabou empatado (1-1) e é justo que assim tenha sido