Tribuna Expresso

Perfil

Um Azar do Kralj

Rafa: grande exibição manchada pela forma negligente como atingiu os pitons de Fransérgio. Não se coloca em risco a saúde de uma chuteira

Se soa a ironia, se lê-se com ironia, então provavelmente é ironia. Aqui está a análise de Vasco Mendonça aos jogadores do Benfica que derrotaram os do Braga

Vasco Mendonça (Um Azar do Kralj)

Quality Sport Images

Partilhar

Helton Leite
Ainda a primeira parte do jogo não terminara e já o Vlachodimos se tinha ausentado para ir à casa de banho, onde aproveitou para ligar ao empresário e pedir-lhe que arranje um novo clube para a próxima época.

Diogo Gonçalves
Depois de ter passado com distinção nos primeiros níveis do Career Mode enquanto atleta do futebol profissional - receber uma bola em condições, correr com o esférico colado ao pé, cruzar para o espaço entre os centrais - Diogo Gonçalves enfrentou ontem o primeiro Boss a sério, o jovem Galeno, um extremo temível que costuma parecer jogador para um grande mas ontem pareceu pequeno para o Braga. Congratulations Diogo, you moved to the next level!

Lucas Veríssimo
Eu também senti uma tontura súbita mais ou menos na altura em que o Lucas Veríssimo se queixou, mas no meu caso é por já não estar habituado a ver o Benfica dominar jogos.

Otamendi
As exibições de Otamendi são todas assim. Autoridade violenta exercida sobre os adversários diretos com a oferta de um brinde por jogo. Piazon não aproveitou e Otamendi prosseguiu tranquilamente como se fosse o dono de uma construtora civil a instalar-se na pedreira.

Verthongen
Sem espinhas. Chegou sempre primeiro à bola, como se fosse efetivamente um atleta profissional com uma longa experiência e um entendimento do jogo muito acima da média. Veremos como Jorge Jesus reage a esta surpresa.

Grimaldo
Parecia prestes a reeditar o excelente golo no Dragão, mas não acertou no alvo. Estranhamente não foi um dos melhores em campo, algo que tem sido habitual nele.

Weigl
O seu jogo passou à fase seguinte. Depois de ter finalmente assimilado as ideias do sexagenário da Amadora, e recuperados os níveis de confiança, Weigl parece agora apostado em adornar todas as suas acções em campo para que o seu papel de operário passe a ser o de um maestro discreto que faz quase tudo com elegância, do passe a 5 metros a uma entrada a pés juntos sobre o adversário. Tem cada vez mais noites em que parece ter sido uma pechincha.

Taarabt
Ninguém sabe exactamente como é que acabámos com mais de 50 milhões de euros sentados no banco à espera de uma oportunidade e um marroquino destravado como cérebro da criação ofensiva, mas a verdade é que está a funcionar. Vou fazer como daquela vez em que uma namorada me arrastou até ao Andanças e deixar-me levar.

Rafa
Grande exibição manchada antes mesmo do primeiro golo, quando atingiu de forma negligente os pitons de Fransérgio e provocou a sua expulsão. Não se pode colocar assim em risco a integridade física de uma chuteira. Depois querem paz no futebol português.

Waldschmidt
Começa a parecer uma daquelas histórias felizes estilo indivíduo que esteve 48 dias em coma e parecia irremediavelmente perdido mas um dia acordou entre linhas à procura da bola e dos colegas. O seu futebol só agora parece ter deixado os cuidados intensivos e talvez seja cedo para tirar conclusões, mas tenho quase a certeza que esta analogia com um paciente hospitalar foi infeliz. Bem, há coisas piores. Vejam o caso do Darwin, por exemplo.

Pizzi
Como as coisas mudam. Num momento és um titular indiscutível que os adeptos adoram odiar, logo a seguir és o suplente utilizado que não aborrece ninguém. Estas suas entradas com os jogos mais ou menos ganhos tresandam a uma venda de 15 milhões para o Al Shabab.

Jardel
Mais 15 minutos consecutivos sem uma lesão. MONSTRO.

Seferovic
Assistências, golos, e a inevitável sensação de que as vitórias do Benfica passam por este ocasional imitador de pinos que é cada vez mais o craque que nos recusamos a aceitar. Abram alas, o Seferovic é o novo Pizzi.

Gilberto, Everton e Gabriel
Que bom não ter nada para dizer sobre estes suplentes porque não estava especialmente atento em virtude de termos o jogo ganho há mais de meia hora. Era capaz de me habituar a esta vida